Negócios

Facebook pode ser processado por grupos de consumidores, diz conselheiro de tribunal da UE

Crédito: Pexels

Facebook pode ser processado por violar direitos de proteção de dados na Alemanha (Crédito: Pexels)

Por Foo Yun Chee



BRUXELAS (Reuters) – O Facebook pode ser processado por grupos de consumidores por violações de privacidade, disse um consultor do tribunal superior da Europa na quinta-feira, em um caso alemão de jogos online que pode abrir caminho para uma ação semelhante em toda a União Europeia.

O Facebook se viu no banco dos réus depois que a Federação das Organizações Alemãs de Consumidores entrou com um processo alegando que a rede social havia permitido que operadoras de jogos online coletassem dados pessoais de jogadores de maneira inadequada.

+ Facebook desmantela novas redes de desinformação política vinculadas à covid
+ Facebook corre risco de fracasso no metaverso, dizem desenvolvedores

“Os Estados-Membros podem permitir que as associações de defesa do consumidor abram ações representativas contra as infrações à proteção dos dados pessoais”, disse em um parecer, Richard de la Tour, advogado-geral do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE), com sede em Luxemburgo.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Essas ações devem ser baseadas em violações de direitos derivados diretamente do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD), acrescentou ele, referindo-se às regras de privacidade da União Europeia adotadas há três anos.

Os jogos foram oferecidos no App Center do Facebook em 2012. Ao jogar, os usuários concordaram automaticamente em compartilhar dados pessoais, incluindo endereços de email. Ao final do jogo, eles receberiam uma mensagem dizendo que o aplicativo poderia utilizar seus status, fotos e outras informações.

Um tribunal de primeira instância alemão decidiu a favor da federação alemã, levando o Facebook a apelar para um tribunal superior, que posteriormente buscou o conselho do TJUE. Desde então, o Facebook renovou suas configurações de privacidade.

“Analisaremos a opinião do advogado-geral. A clareza jurídica sobre o escopo e o processo do RGPD é importante e estamos satisfeitos que o Tribunal de Justiça da União Europeia esteja considerando as questões levantadas neste caso”, disse um porta-voz da Meta Platforms, controladora do Facebook.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB10XF-BASEIMAGE


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto