Economia

Zema afirma que reajuste da Cemig aprovado em maio não vai vigorar

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 6, via redes sociais, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), informou que a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) não vai aplicar o reajuste nas contas dos consumidores de 4,27%, que foi aprovado em maio. Ontem (05), a companhia havia comunicado que está contestando reajuste aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e que pediria a devolução de R$ 714,4 milhões aos clientes de seu braço de distribuição.

Segundo informações da Agência Minas, o cancelamento do aumento, que se refere ao reajuste anual, é resultado de negociação entre o governo e a presidência da Cemig. Segundo Zema, a medida faz parte do esforço para amenizar os impactos da pandemia de covid-19 na população do Estado. Ainda segundo o governo, a iniciativa deve beneficiar também pequenos empresários.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?