Tecnologia

Xiaomi vai fabricar 60 smartphones por minuto, diz CEO

Crédito: Divulgação

Toda a linha é automática, sem a necessidade de operadores, diz CEO (Crédito: Divulgação)


O CEO da Xiaomi, Lei Jun, prevê que a empresa conseguirá atingir produção de 60 celulares por minuto em seus novos modelos de fábrica, totalmente automatizadas.
A declaração do executivo ocorreu durante a conferencia de imprensa da marca, segundo o site Gizchina. Ele explicou que a primeira fase do seu novo modelo de fábrica, em Yizhuang, na China, está concluída. No local, toda a linha é automática, sem a necessidade de operadores.

+ Wallmart posta foto com funcionária e viraliza na internet
+ Herdeiros do agronegócio aliam tradição a avanço tecnológico 

Atingir a marca de 60 celulares por minuto significa um avanço de 60% sobre a velocidade média de produção das atuais linhas de produção, diz Jun. Mas a nova unidade fabril ainda é experimental, portanto, o avanço ainda não é oficial.
Jun afirma ainda que o coronavírus pode afetar a produção do Xiaomi Mi 10. A fábrica responsável pelo aparelho está fechada devido à epidemia e os estoques do aparelho podem esgotar em até duas semanas.