Tecnologia

WhatsApp adia atualização da política de privacidade após fuga de usuários

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Atualizações, que seriam no dia 8 de fevereiro, ficaram para o dia 15 de maio; usuários que se recusarem não poderão mais acessar suas contas (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O WhatsApp decidiu adiar por três meses as atualizações em sua política de compartilhamento de dados com o Facebook, sua empresa controladora. A decisão ocorre depois que usuários criticaram a medida e anunciaram a busca por aplicativos de mensagens alternativos.

As atualizações agora ficaram para o dia 15 de maio. O prazo inicial era dia 8 de fevereiro. Os usuários que se recusarem não poderão mais acessar suas contas.

+ Procon-SP notifica WhatsApp sobre nova política de privacidade
+ Telegram anuncia recordes de registro após novas regras do WhatsApp

De acordo com o Tech Crunch, aplicativo de mensagens, que atende a mais de 2 bilhões de usuários , disse que adiou a aplicação dos novos termos devido à confusão que criou em todo o mundo.



O objetivo é que com o atraso da atualização de privacidade os usuários tenham mais tempo para revisar os termos.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel