Economia

WarnerMedia e Discovery anunciam fusão para criar gigante do streaming

WarnerMedia e Discovery anunciam fusão para criar gigante do streaming

O grupo americano de telecomunicações AT&T anunciou nesta segunda-feira (17) a fusão de sua filial WarnerMedia, proprietária da CNN e HBO, com o grupo Discovery, o que vai criar um gigante para competir com as plataformas de streaming Netflix e Disney+.

Quando o acordo for concluído, a AT&T receberá 43 bilhões de dólares e seus acionistas terão 71% da nova empresa, enquanto os acionistas do grupo Discovery terão 29%.

Em um comunicado conjunto, a fusão foi descrita como a criação de “um dos maiores players globais do streaming”.

O acordo combina “o entretenimento premium e os produtos esportivos e noticiosos da WarnerMedia com a liderança da Discovery em entretenimento internacional e de não ficção, assim como com seus negócios esportivos, para criar uma empresa global de entretenimento líder e autônoma”, afirma o comunicado.

A fusão criará um concorrente para os líderes de mercado, Netflix e Disney+, que registraram o aumento do número de assinantes durante a pandemia.

A desaceleração no crescimento da plataforma de streaming da Disney no primeiro trimestre, no entanto, gerou a preocupação dos investidores e as ações do grupo registraram queda na semana passada.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

A AT&T comprou a Time Warner em 2018 e depois a rebatizou como WarnerMedia, proprietária da HBO, dos estúdios Warner Bros. e de canais a cabo como a CNN.

Discovery tem canais em mais de 200 países, segundo o site da empresa.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel