Negócios

Walmart processa Tesla após painéis solares da empresa pegarem fogo em sete lojas

Segundo o Walmart, sete lojas tiveram problemas com placas solares da Tesla, que pegaram fogo de maneira espontânea

Walmart processa Tesla após painéis solares da empresa pegarem fogo em sete lojas

Nesta terça-feira (20) o Walmart entrou com um processo no estado de Nova York contra a Tesla, alegando que diversos painéis solares da empresa de Elon Musk instalados nos estabelecimentos das redes de supermercado pegaram fogo desde novembro de 2018.

Segundo a varejista, sete lojas tiveram problemas com placas solares da Tesla, que pegaram fogo de maneira espontânea. Segundo o Walmart, os acontecimentos são resultado de uma negligência generalizada por parte da fornecedora e seus funcionários, que instalaram mais de 200 fontes de energia solar na unidades do mercado, e ainda disse que a Tesla demonstrou “falta de habilidade e de vontade de remediar estas condições perigosas.”

A placas solares da empresa de Elon Musk são provenientes da SolarCity, empresa de placas solares que em 2010 fechou acordo com o Walmart para fornecer fontes de energia solar para os supermercados da rede. Em 2016, a Tesla comprou a empresa, e desde então é a responsável pela manutenção da tecnologia fornecida por ela. O acordo prevê a instalação de 240 unidades de geração de energia solar em estabelecimentos do Walmart, sendo que mais de 200 já estão em funcionamento.

Por conta do processo, a Tesla abriu o mercado nesta quarta-feira (21), em queda de 2%. Até a publicação do texto, as ações da empresa estavam em queda de 2,66% (15h31).