Giro

Votação da PEC para aliviar alta dos combustíveis é adiada para amanhã

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Pagamento do voucher caminhoneiro, no valor de R$ 1 mil mensais por cinco meses, e a inclusão de mais 1,6 milhão de famílias no Auxílio Brasil (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)



O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), decidiu adiar para a sessão de amanhã (30) a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que traz um pacote com cinco medidas para diminuir os impactos gerados pela alta dos combustíveis no Brasil. Após várias manifestações de senadores, Pacheco entendeu como mais adequado o adiamento da votação.

“Me parece, pelos pronunciamentos, que todos concordam com as medidas que estão sendo colocadas, desde que haja uma segurança em relação a não se tratar de um cheque em branco que seja a expressão pura de irresponsabilidade fiscal, o que não faríamos no Senado Federal”, disse o presidente da casa. “Mas, de fato, em se tratando de uma alteração constitucional, o passar de um ou dois dias, para que tenhamos segurança do texto, eu acho absolutamente apropriado”, acrescentou.

+ Redução de ICMS estabiliza preços da gasolina em junho, diz ValeCard

Inicialmente, seria votada hoje a PEC 16, com propostas do governo para compensar os estados pela redução do ICMS sobre o diesel. Por fim, foi ao plenário a PEC 1, que já previa várias medidas propostas e até então estava estacionada no Senado por falta de apoio do governo. Da PEC 16, que acabou apensada à PEC 1, o único ponto que restou foi a compensação aos estados que reduzirem a alíquota de ICMS sobre o etanol.




Hoje (29), ainda pela manhã, o relator, Fernando Bezerra (MDB-PE), concluiu e apresentou relatório, detalhando as propostas (https://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2022-06/senado-pode-votar-hoje-pec-que-alivia-impacto-da-alta-dos-combustiveis). Entre elas, está o pagamento do voucher caminhoneiro, no valor de R$ 1 mil mensais por cinco meses. Outra proposta é a inclusão de mais 1,6 milhão de famílias no Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família. Além de aumentar significativamente o número de beneficiários do programa social, há previsão de um incremento de R$ 200 no valor do programa até dezembro deste ano.






Tópicos

Adolfo Sachsida audiência Caio Paes de Andrade Caio Paes de Andrade assumiu Petrobras Caio Paes de Andrade presidente Petrobras Câmara combustíveis dados apresentados deputados em audiência pública na Câmara dados foram apresentados a deputados em audiência pública diesel também cairia cerca de 2% etanol teria redução de 6% gás de cozinha passaria de R$ 112 para R$ 110 governo medidas para reduzir preço combustíveis ICMS gasolina ICMS preço combustíveis ICMS sobre combustíveis Lei complementar 194/2022 Lei complementar 194/2022 limite cobrança ICMS Lei complementar 194/2022 limitou cobrança ICMS Lei complementar 194/2022 limitou cobrança ICMS combustíveis Lei complementar 194/2022 limitou ICMS de combustíveis Lei complementar 194/2022 preço combustíveis limitação à cobrança do ICMS sobre combustíveis limitação cobrança ICMS redução preço combustíveis limite ICMS redução preço combustíveis medidas adotadas pelo governo gasolina medidas adotadas pelo governo gasolina passaria de R$ 7 ara R$ 5 medidas governo e legislativo pela redução preço combustíveis medidas ICMS redução preço combustíveis ministro de Minas e Energia ministro de Minas e Energia Adolfo Sachsida óleo diesel B S-10 também teria redução Petrobras privada ou estatal Sachsida posto extra preço gasolina hoje preço preço combustíveis preço combustíveis queda preço combustíveis queda medidas governo e legislativo preço da gasolina passaria a ficar cerca de R$ 5 média nacional preço dos combustíveis Preço gasolina Brasil histórico preço gasolina extra guarulhos preço gasolina guarulhos 2022 preço gasolina guarulhos hoje Preço gasolina México preço gasolina São Paulo preço gasolina sp hoje Qual o preço da gasolina? Quanto custa o litro da gasolina em Guarulhos? Quanto foi o litro da gasolina? quarto presidente da Petrobras indicado pelo governo Bolsonaro queda nos preços dos combustíveis redução combustíveis dados do governo redução de mais de 2% gás de cozinha redução de mais de 2% GLP redução dos preços combustíveis redução preço combustíveis medidas governo redução preço gasolina ICMS Sachsida momento da sociedade decidir se quer Petrobras privada ou estatal teto ICMS impacto preço combustíveis tributos federais para o botijão estão zerados de forma permanente troca de comando da Petrobras desafio