Agronegócio

Volume de café exportado em abril cai 0,1% ante abril de 2017, diz Cecafé

São Paulo, 9 – O Brasil exportou em abril 2.238.302 sacas de 60 quilos de café, ligeira queda de 0,1% ante o volume registrado em igual mês de 2017. A receita cedeu mais, 11,8%, para US$ 343,5 milhões. Os dados são do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) e foram divulgados nesta quarta-feira, 9. Em abril, o preço médio do produto exportado foi de US$ 153,46/saca, 11,7% inferior na comparação com abril de 2017, quando a média foi de US$ 173,76/saca.



Os embarques de café arábica representaram 86,1% do volume total, ou 1.926.776 sacas, seguido pelo solúvel, com 11,5% (257.780 sacas), e o robusta, 2,4% (53.472 sacas). “Dando continuidade ao cenário previsto, o balanço das exportações brasileiras de café no mês de abril refletiu o momento da entressafra da produção, com uma movimentação que atendeu a demanda dos importadores globais, porém com um volume abaixo dos meses anteriores”, afirmou o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes.

O presidente do entidade também disse que, “com a entrada da nova safra, que oficialmente se iniciará em julho, o Cecafé está muito otimista em relação ao próximo ano cafeeiro, que deverá incrementar as exportações”. Apesar do início oficial da safra ainda não ter acontecido, a colheita da nova temporada já começou em algumas regiões do Sudeste.

Acumulado do ano – Considerado o primeiro quadrimestre de 2018, o Brasil exportou 10.105.288 sacas de café, queda de 2% na comparação com os quatro primeiros meses de 2017. A receita totalizou US$ 1,596 bilhão, 11,8% inferior à obtida em igual intervalo de 2017. Estados Unidos e Alemanha seguem ocupando, respectivamente, o primeiro e segundo lugar no ranking dos principais países consumidores do café brasileiro, com 17,4% (1.757.946 sacas) e 17% (1.717.375 sacas).

Em cafés diferenciados, o Brasil embarcou 1.780.800 sacas entre janeiro e abril, obtendo participação de 17,6% no total do café exportado e 21,3% da receita. Em relação ao mesmo período de 2017, o volume representou um crescimento de 26,3%. Os principais destinos no período foram Estados Unidos, responsável por 23,9% (426.063 sacas); seguido pela Alemanha, com 14% (249.611 sacas); Bélgica, com 12,7% (226.494 sacas); Japão, com 9% (160.918 sacas); Itália, com 6,5% (116.013 sacas); e Reino Unido, com 5,8% (102.620 sacas).




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?