Giro

Voltaremos a enfrentar resistência para reduzir subsídio no transporte, diz Covas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que “irá para cima” dos empresários do setor transporte público e que irá voltar a enfrentar as resistências do setor para reduzir o subsídio pago pela Prefeitura aos serviços de mobilidade urbana. “Vamos voltar com carga total em cima desses contratos. Foi esse esforço que fez com que a gente reduzisse o subsídio da casa dos R$ 3 bilhões para R$ 2 bilhões, previsto para esse ano”, disse Covas em entrevista à rádio Bandeirantes.

Segundo Covas, em 2020 houve a necessidade de reforçar o subsídio pago às empresas por conta da queda do número de passageiros em função da pandemia do novo coronavírus, porém a expectativa da Prefeitura É voltar a reduzir o subsídio.

De acordo com o prefeito, não é discutido ainda o aumento da tarifa do transporte. “A gente sabe do impacto social e econômico que a pandemia trouxe a cidade de São Paulo. Esse é um tema que vai ser discutido no fim do ano junto com o governo do Estado”, afirmou o tucano.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?