Vítimas de Mariana continuam sem lar definitivo

Vítimas de Mariana continuam sem lar definitivo

Quatro anos após o desastre que destruiu a região de Mariana (MG), as vítimas ainda aguardam uma casa nova. O prazo para que a Fundação Renova, criada pelas mineradoras responsáveis pela tragédia – Vale, Samarco e BHP – para reparar os danos ambientais e indenizar os atingidos, entregasse as residências definitivas em Novo Bento e Novo Paracatu de Baixo foi adiado para 27 de agosto de 2020. A entidade, inclusive, está recorrendo da multa de R$ 1 milhão por dia de atraso e pretende solicitar prorrogação para a entrega das casas. Segundo a Renova, cerca de 320 mil pessoas já receberam R$ 1,8 bilhão em indenizações e auxílios emergenciais. A entidade também alega ter destinado R$ 6,7 bilhões a ações de reparação. Até hoje, não há informações oficiais sobre os riscos à saúde que os rejeitos de minério, que ficaram impregnados na terra e poluíram as águas do Rio Doce, podem causar a curto, médio e longo prazo. O Estudo de Avaliação de Risco à Saúde Humana (ARSH), divulgado pela Agência Pública, aponta que, nas residências atingidas, foram encontradas concentrações de cádmio, níquel, zinco e cobre muito acima dos limites de segurança vigentes na legislação brasileira.

(Nota publicada na Edição 1146 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança


Mais posts

Reservas sob pressão

O novo recorde de desmatamento alcançado este ano na Amazônia tem um alvo claro: as Terras Indígenas (TIs). Essa é a conclusão de um novo estudo elaborado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Das dez Áreas Protegidas (AP) da região que mais sofreram pressão pela derrubada de árvores criminosa, cinco são […]

Encomendas sem carbono

A Amazon anunciou a criação de um fundo de US$ 2 bilhões para atenuar os efeitos das mudanças climáticas. Os recursos serão destinados [...]

Recuperação da Mata Atlântica

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) está apoiando uma ação para a plantação de 1 trilhão de árvores no mundo. A iniciativa, realizada pela plataforma global TerraMatch, irá ajudar a Mata Atlântica brasileira, florestas do México, do Peru e de países africanos. No Brasil, governos locais e organizações parceiras estão se […]

Moda sustentável

Sapatos respondem por menos de 10% do valor movimentado pela indústria da moda no mundo, mas geram um quinto dos impactos do setor no [...]

Arte sobre tanques de harley-davidson

Uma ação solidária resultou da iniciativa Arte Sobre Tanques, promovida pela Harley-Davidson do Brasil. Oito artistas foram [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.