Giro

Vírus Nipah pode ser a próxima epidemia, alertam cientístas

Crédito: Reprodução/Pexels

Na lista dos vírus mais perigosos da OMS, a taxa de mortalidade pode variar de 45 a 75%, que é muito maior do que a taxa em Covid-19. (Crédito: Reprodução/Pexels)

Enquanto o mundo luta com a epidemia do coronavírus, um novo aviso veio para o vírus Nipah. A Chefe do Departamento de Bioquímica Molecular e Celular da Universidade de Kentucky nos EUA, Dr. Rebecca Dutch afirmou que o vírus Nipah (NiV) poderia causar a próxima epidemia. A taxa de mortalidade desse vírus pode variar de 45 a 75%, que é muito maior do que a taxa em Covid-19.

Anteriormente, a organização holandesa Access to Medicine Foundation também alertou sobre o Nipah, que foi incluído na lista dos vírus mais perigosos para a humanidade pela OMS.

+ Proibição do uso de máscaras e morte por covid: assim começava a pandemia nos EUA

O vírus Nipah (NiV), cientificamente denominado “Nipah henipavirus”, detectado no Sudeste Asiático e fonte natural de morcegos frugívoros, tem potencial para iniciar uma nova epidemia nos próximos anos. Não existe vacina para a doença sem cura e com taxa de mortalidade de até 75%. Atualmente, estima-se que cerca de 700 pessoas no mundo estejam infectadas com o vírus Nipah.



Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o vírus Nipah pode ser assintomático e causar graves problemas respiratórios, inflamação cerebral e edema cerebral. O Nipah pode ser transmitido aos humanos por morcegos e porcos ou por alimentos contaminados.

O longo período de incubação, 45 dias, do vírus Nipah significa que uma pessoa infectada tem amplas oportunidades de propagá-lo sem perceber que está doente. Além disso, diferentes tipos de animais podem ser infectados, o que aumenta a probabilidade de propagação de doenças. Além disso, as doenças podem ser transmitidas por contato direto ou pelo consumo de alimentos contaminados.

Afirma-se que o vírus Nipah, mais comum em Cingapura, Malásia, Índia e Bangladesh. As farmacêuticas ainda não têm um projeto de desenvolvimento de medicamentos contra o Nipah. Em vez disso, é usada terapia intensiva sintomática contra o Nipah.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel