Vinhos de Portugal seguem em alta no Brasil

Vinhos de Portugal seguem em alta no Brasil

Único no mundo, o Vinho Verde combina leveza, frescor e vivacidade

Mal terminou o primeiro Festival Vinhos de Portugal, que entre os dias 23 de outubro e 1º de novembro envolveu 2,5 mil lojas de 18 estados brasileiros, além de uma programação de cursos e workshops on-line para 3,5 mil profissionais do setor, as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro entram em uma nova imersão portuguesa. É o Vinho Verde Wine Experience, evento de apenas dois dias (5 e 7) mas com uma agenda de palestras e degustações intensa. O programa, formado por uma série de “speed tastings” com 15 minustos de duração cada, traz amostras de 15 produtores comentadas por grandes especialistas neste tipo de bebida – um vinho leve, refrescante e que só é elaborado em uma região de Portugal.

Entre os oradores está o sommelier Dionísio Chaves, bicampeão brasileiro (1999/2002) ecampeão da América do Sul em 2004; Gonçalo Rowett, representante no Brasil da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes; e Fábio Freitas, consultor de planejamento estratégico do Grupo Pão de Açúcar, onde é responsável pela importação de Vinho Verde.

Pensado de forma a manter as condições de segurança em tempos de pandemia, com turmas de no máximo 20 pessoas, cada dia de evento terá três postos de degustação. Um será dedicado a vinhos leves e frescos, outro a vinhos intensos, complexos e estruturados, e o terceiro com uma seleção voltada para o tema “um verde para cada momento”.

Em São Paulo, a experiência será no Skyhall (Av. Juscelino Kubitschek, 1327, Vila Olímpia). No Rio de Janeiro, no Museu de Arte Moderna (Av. Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo. Mais informações e ingressos no site vinhoverdewineexperience.com.br.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Sobre o autor

Celso Masson, 53, é jornalista, diretor de núcleo da Editora Três, winemaker e palestrante de vinhos. Nos últimos dez anos, vem estudando e acompanhando a produção, os negócios e os prazeres do mundo da enologia. Se formou winemaker após integrar um exigente programa oferecido pela Escola do Vinho Miolo. Já tem três rótulos produzidos em parceria com a inovadora vinícola brasileira.


Mais posts

Ballade, a marca da parceria Wine-Miolo

Maior clube de assinatura de vinhos do mundo, a Wine tem se voltado cada vez mais para a produção nacional. Em 2020, homenageou a [...]

Vinícola Aurora comemora 90 anos com vendas acima de R$ 700 milhões

O ano de 2020 foi histórico para o vinho brasileiro tanto em termos de qualidade, com a “Safra das safras”, quanto na quantidade [...]

Um brinde nas alturas

Há bem mais de uma década, quando estive pela primeira vez na sede da vinícola Miolo, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS), [...]

Ascensão paranaense

Na caprichada edição 2020/2021 do guia Baco Wine Report, o diretor Sérgio Queiroz, conhecido por organizar a Grande Prova de Vinhos do [...]

Petit manseng, a cara do verão

Entramos em dezembro. As altas temperaturas já começam a mudar as escolhas do que vamos verter na taça. O calor, é claro, pede bebidas refrescantes. Ainda que os tintos possam ser abertos com grande entusiasmo (especialmente no jantar), rosés e brancos passam a disputar preferências. E é exatamente nesses dois estilos que a linha Marie […]

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.