Giro

Vila Cruzeiro: Polícia reduz de 26 para 23 o número de mortes em ação da terça



A Polícia Civil do Rio informou nesta quinta-feira, 26, que 23 pessoas morreram durante a operação policial realizada na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, na zona norte da cidade, na manhã de terça-feira, 24. A nova informação significou uma redução no número de mortos anteriormente divulgado, que era de 26 vítimas.

Segundo a polícia, três corpos encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) no mesmo dia da operação na Penha são de suspeitos que se envolveram em uma troca de tiros no Morro do Juramento, outra favela da zona norte.

Do total de 26 mortos, 24 foram levados inicialmente no Hospital Estadual Getúlio Vargas. Desses, 21 já chegaram sem vida. Além deles, um menor de idade havia sido levado à UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do Alemão. A outra vítima é Gabrielle Ferreira da Cunha, atingida por uma bala perdida em uma favela próxima.

Até a tarde desta quinta-feira, três pessoas seguiam internadas no Hospital Getúlio Vargas por causa da operação. O quadro de uma delas é considerado grave.



O IML também informou a identidade das vítimas:

1 – Gabrielle Ferreira da Cunha

2 – Leonardo dos Santos Mendonça


3 – Anderson de Souza Lopes

4 – Diego Leal de Souza

5 – Emerson Stelman da Silva

6 – Maycon Douglas Alves Ferreira da Silva

7 – Carlos Henrique Pacheco da Silva

8 – Tiugo dos Santos Bruno

9 – Edmilson Felix Herculano

10 – Izaias Vitor Marques Nobrega

11 – Roque de Castro Pinto Junior

12 – Douglas Costa Donato

13 – Mauri Edson Vulcão Costa

14 – João Carlos Arruda Ferreira

15 – Ricardo José Cruz Zacarias Junior

16 – Patrick de Andrade da Silva

17 – Denis Fernandes Rodrigues

18 – Eraldo de Novaes Ribeiro

19 – Nathan Werneck Borges Lopes

20 – Everton Nunes Pires

21 – João Victor Moraes da Rocha

22 – Carlos Alexandre de Oliveira Rua

23 – Luiz Carlos Gonçalves Cordeiro (aguarda confirmação oficial)