Ciência

Vídeo mostra pacientes infectados com coronavírus em hospital na Itália

Crédito: Reprodução/Youtube Sky News

É possível ver pacientes infectados pelo coronavírus com capacetes plásticos que fornecem mais ar aos pulmões (Crédito: Reprodução/Youtube Sky News)

A rede de televisão Sky News fez imagens inéditas de um hospital na cidade italiana de Bergamo, a mais afetada pelo coronavírus, e mostrou os cuidados da equipe médica com os pacientes infectados pela doença.

O vídeo foi transmitido nesta quinta-feira (19) diretamente de uma das alas de emergência do hospital Papa Giovanni XXIII. Segundo o site Business Insider, a ala foi transformada em uma unidade de terapia intensiva (UTI) porque a seção regular de tratamento intensivo já estava cheia.

+ O coronavírus pode circular no ar?
+ No pior cenário, governo quer mais 20 mil leitos contra novo coronavírus

É possível ver pacientes intubados, alguns com máscaras mais simples de oxigênio e outros com grandes capacetes de plástico que servem para um fornecimento mais aprimorado de ar.

O vídeo abaixo pode conter cenas fortes:

A Itália registrou mais de 41 mil casos de infecção pela Covid-19, sendo 3,4 mil mortos, número maior que os registrados na China. Somente em Bergamo já são mais de 4,6 mil infectados pelo coronavírus, sendo que o número total de mortos ainda não é conhecido.

“É uma pneumonia muito grave e, portanto, é uma tensão muito grande para todos os sistemas de saúde, porque vemos diariamente de 50 a 60 pacientes que chegam ao nosso departamento de emergência com pneumonia. A maioria deles é tão grave que precisa de volumes muito altos de oxigênio”, disse à Sky News o chefe do serviço de emergência do hospital, Roberto Cosentini.

O Business Insider reportou que na noite de quarta-feira (18), 15 caminhões militares italianos transportaram cerca de 60 corpos de necrotérios por toda a cidade para locais de cremação em outras doze cidades do norte da Itália, depois que o prefeito de Bergamo pediu ajuda.

Necrotérios que conseguem cremar 25 pessoas por dia estão lotados. Igrejas, proibidas de prestar culto, estão servindo como armazém para caixões.

A seção de obituário do jornal local L’Ecio Di Bergamo que antes rendia duas ou três páginas, agora somam 10 por edição.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança