Negócios

Via Varejo apaga postagem no Twitter e informa alta de vendas de até 859%

Crédito: Divulgação

Via Varejo: os resultados refletem o "excelente desempenho" das vendas online, mas também a redução da alavancagem operacional provocada pela queda da receita (Crédito: Divulgação)

A Via Varejo, dona do Ponto Frio e Casas Bahia, informou na madrugada de hoje, por meio de fato relevante na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que atingiu crescimento de vendas online, por categoria, de até 859%. Este foi o caso dos produtos listadas internamente pela empresa em games/câmeras. O período de comparação foi entre 03 de maio a 23 de junho de 2019 e 01 de maio a 21 de junho de 2020.

O documento foi apresentado ao mercado após a área de comunicação da empresa divulgar equivocadamente, no Twitter, dados da empresa na manhã de segunda-feira e, no começo da tarde, apagá-los.

Segundo a companhia, para consumidores finais (1P B2C), no canal online, as vendas aumentaram 475% na categoria informática, 418% em queimadores, 382% em televisores, 354% em telefonia, 283% em refrigeração, 248% em lavadoras e 232% em som.

+ Via Varejo confirma ação a R$ 15 em ‘follow on’ e capta R$ 4,455 bilhões
+ Via Varejo conclui aquisição de 100% do banco digital banQi



A empresa divulgou ainda a lista “Por best seller na categoria” e informou aumento de 2.507% em games/câmeras, 1.899% em televisores, 1.518% em som, 1.453% em informática, 1.095% em telefonia, 746% em queimadores, 400% em refrigeração e 308% em lavadoras.

Entenda o caso

Conforme a publicação da empresa na CVM, “às 9h48 da manhã, o departamento de comunicação da companhia publicou via a rede social twitter determinadas informações comparativas relativas ao crescimento de vendas em determinadas categorias de produtos na plataforma online”.

A empresa esclarece ainda que “a publicação não foi autorizada e não é política da companhia divulgar este tipo de informação, razão pela qual tão logo seu departamento de Relações com Investidores tomou conhecimento da publicação, solicitou prontamente que a mesma fosse retirada do ar, o que ocorreu às 12h55 da tarde”.

Tendo em vista isso, a Via Varejo tomou a decisão de apresentar a informações, destacando que “são gerenciais e não auditadas”.

Em comunicado ao mercado, também publicado na madrugada de hoje, a empresa destacou que “visto que a informação já havia circulado no mercado, a administração da companhia buscou verificar a veracidade, precisão e consistência de tais informações, bem como preparar um fato relevante com o intuito de assegurar a prestação de informações corretas e de forma isonômica para todo ao mercado”.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel