Economia

Vendas de fevereiro do comércio paulistano têm queda de 6,1%

As vendas de fevereiro no comércio da capital paulista registraram queda de 6,1% na comparação com o mesmo período de 2020. Em relação a janeiro de 2021, o indicador teve alta de 1,3%. Os dados são do Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), feito com base nos dados da Boa Vista S/A, e adiantado ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Daqui para frente, a expectativa é de crescimento nos dados de vendas nas comparações mensais com os mesmos períodos de 2020. No entanto, isso não significa um cenário de vendas aquecidas. Isso porque foi a partir do fim de março do ano passado que os comerciantes começaram a sentir o impacto causado pelo coronavírus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou a pandemia em 11 de março de 2020. Depois, no dia 24 do mesmo mês, o Governo de São Paulo anunciou a quarentena e determinou o fechamento do comércio não-essencial em todo o Estado. “Em março, e principalmente a partir de abril, teremos condições de fazer uma análise mais precisa do que está acontecendo de fato com o comércio”, analisa Marcel Solimeo, economista da ACSP.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel