Economia

Vendas de diesel e gasolina crescem no Brasil em outubro; etanol despenca, diz ANP

Crédito:  REUTERS/Paulo Whitaker

As vendas de óleo diesel pelas distribuidoras brasileiras somaram 5,6 bilhões de litros em outubro, alta de cerca de 1% ante o mesmo período do ano passado (Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker)

SÃO PAULO (Reuters) – As vendas de óleo diesel pelas distribuidoras brasileiras somaram 5,6 bilhões de litros em outubro, alta de cerca de 1% ante o mesmo período do ano passado, quando atingiram 5,54 bilhões de litros, informou a reguladora ANP na noite de terça-feira.

Mesmo diante de seguidas altas dos preços dos combustíveis no país, na esteira dos ganhos do petróleo e do dólar frente ao real, o volume do combustível mais comercializado no Brasil subiu também na comparação mensal.



Refino de petróleo pesa e preços ao produtor no Brasil disparam em outubro para máxima em 6 meses

Ficou acima dos 5,4 bilhões de litros de setembro e próximo da máxima mensal de quase sete anos de agosto de 5,727 bilhões de litros

No ano, as vendas de diesel acumulam alta de 8,7%.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Já vendas de gasolina atingiram 3,58 bilhões de litros, aumento na comparação anual de cerca de 200 milhões de litros, com o combustível fóssil mais competitivo que o etanol hidratado, em meio a uma severa quebra de safra de cana no centro-sul brasileiro.

No ano até outubro, as vendas de gasolina subiram mais de 10%.


Já a comercialização de etanol pelas distribuidoras recuou 7,6% no ano, despencando mais de 30% em outubro, para 1,28 bilhão de litros.

As vendas de todos os combustíveis em outubro somaram 12,38 bilhões de litros, ante 12,45 bilhões de litros no mesmo mês de 2020. No acumulado do ano, aumentaram 7,2%.

 

(Por Roberto Samora)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB01XL-BASEIMAGE