Edição nº 1117 18.04 Ver ediçõs anteriores

Vendas de computadores mantêm alta

Vendas de computadores mantêm alta

Embora o Brasil acolha mais smartphones do que pessoas – a população é de 210 milhões e o número de aparelhos soma 220 milhões – os “velhos” computadores não só continuam garantindo espaço nas casas e nas mochilas dos brasileiros como aumentam a fatia no mercado nacional. Somente no ano passado, foram vendidas 5,5 milhões de unidades, o que representa avanço de 7,5% em relação a 2017, de acordo com dados da consultoria International Data Corporation (IDC). O motivo é simples: não existe, ainda, um dispositivo capaz de fazer todas as tarefas executadas por um computador. Imagine editar um vídeo com qualidade profissional em um dispositivo móvel…(quase) impossível. Os notebooks são os queridinhos e responderam por 71% das vendas, ou 3,9 milhões de aparelhos. E não foi por conta dos preços atrativos. Com a disparada do dólar, que subiu 16,9% no ano passado, esses produtos encareceram por utilizarem muitos componentes importados na sua fabricação.

A média de preço dos aparelhos subiu 10%, para R$ 2.665. Entre os desktops, a alta foi mais amena, de 8%, com preço médio de R$ 2.212. Apesar do desempenho positivo, o segmento deve enfrentar turbulências neste começo ano, de acordo com o IDC. No último trimestre do ano passado, houve desaceleração de 17% nas vendas de desktops em relação ao mesmo período de 2017. Uma das explicações é que as empresas compraram menos computadores, com os empresários cautelosos e, portanto, segurando gastos em meio à incerteza política por conta da eleição. Com o recuo nas vendas, as lojas começaram 2019 com os estoques cheios, o que diminui a demanda nas fábricas. Isso deve refletir em uma queda de 7,5% na comercialização dos produtos no primeiro trimestre.

(Nota publicada na Edição 1115 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Primeiras impressões do Galaxy Fold

O smartphone dobrável da Samsung deve ser lançado dia 26 deste mês (não no Brasil), uma sexta-feira, ao preço de US$ 1.980 (cerca de R$ [...]

Metadados para prever quem morre em “GOT”

Esta nota contém spoiler. Uma equipe da Universidade Técnica de Munique (TUM) desenvolveu um algoritmo para prever quem vai morrer na [...]

Europa aprova projeto de Direito Autoral na internet

Uma controversa proposta para garantir que artistas e editores de notícias sejam pagos por suas produções na era digital foi aprovada [...]

140 milhões

É o número de smartphones vendidos na Índia em 2018, a nova aposta global após estagnação da China (Nota publicada na Edição 1117 da Revista Dinheiro)

Como o brasileiro passa seu tempo digital

(Nota publicada na Edição 1117 da Revista Dinheiro)
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.