Giro

Venda de remédios do ‘kit Covid’ registra nova queda

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Demanda por remédios do kit Covid, produtos sem eficácia comprovada, atinge os patamares mais baixos desde que explodiu no início da pandemia (Crédito: Arquivo/Agência Brasil )

Com o avanço da vacinação e dos trabalhos da CPI da Covid-19, a demanda por remédios do kit Covid, composto por produtos sem eficácia comprovada contra o coronavírus, atinge os patamares mais baixos desde que explodiu no início da pandemia.



+ Kit Covid: Justiça condena Prevent Senior a pagar R$ 2 mi à família de paciente

De acordo com a Folha, a venda da ivermectina, vermífugo usado para o tratamento de piolho, ficou em quase 1,7 milhão de unidades em agosto ante pouco mais de 2 milhões em julho, segundo a Iqvia, instituto que reúne os dados do varejo de medicamentos. No pico da segunda onda, em março, foram vendidos 15,6 milhões de unidades.

A hidroxicloroquina chegou a quase 125 mil unidades vendidas no varejo farmacêutico em agosto na comparação com aproximadamente 150 mil no mês anterior e cerca de 470 mil em março. O medicamento é indicado para tratar doenças como lupus e malária.

 




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?