Tecnologia

Venda anual de smartphones retrai pela primeira vez na história

Segundo analistas, queda em 2018 pode ser de até 3%; desaceleração do consumo chinês é apontada como fator principal

Venda anual de smartphones retrai pela primeira vez na história

Visitante testa o novo smartphone da Samsung, Galaxy S8, em Seul, em 7 de abril de 2017 - AFP

As vendas de smartphones retraíram 1% em 2018, segundo análise da consultoria de tecnologia Canalys e Counterpoint Research. A IDC, outra companhia de pesquisa, prevê um tombo ainda maior, de 3%. Esta é a primeira vez na história que o segmento registra declínio anual.

De acordo com a análise da Canalys e Counterpoint Research, o fato inédito é reflexo da desaceleração do consumo na China, o maior mercado de tecnologia no mundo. Segundo a consultora, as vendas chinesas caíram 9% no ano passado. A economia do país asiático apresenta sinais de retração com a desvalorização da moeda e as incertezas quanto a guerra comercial com os Estados Unidos.

A Apple e Samsung são os maiores exemplos desta quebra no mercado. A produtora do iPhone viu as suas ações derreterem quase 10% na última semana após o anúncio de diminuição das expectativas de comércio de aparelhos, enquanto a companhia sul-coreana deve registrar queda de 30% no comércio de celulares nos últimos meses de 2018.

Expectativa de retomada lenta em 2019

A tendência é da retomada do crescimento em 2019, afirmam os analistas. Em entrevista à CNN, o diretor de pesquisa da Counterpoint, Tom Kang, afirma que “em 2018 o mercado estava tão ruim que será fácil para 2019 ser um ano melhor.” “A primeira metade [do ano] parece sombria, mas na segunda metade podemos esperar que as coisas melhorem”, acrescentou.

Mesmo que a economia da China continue instável, os especialistas ressaltam a expectativa de crescimento em outros mercados, como a África e Índia, onde, somados, mais de um bilhão de pessoas não possuem smartphones.

“Esses mercados continuarão a crescer para impulsionar o mercado mundial de smartphones”, disse Mo Jia, analista da Canalys, acrescentando que o mercado global provavelmente voltará a “um crescimento muito reduzido em 2019”.

As últimas estimativas do IDC, em dezembro passado, previam um crescimento de 2,6% para o mercado de smartphones em 2019, porém, recentemente os analistas afirmam que, provavelmente, o número será revisado para baixo.