Economia

Veja quanto um autônomo deve contribuir para o INSS

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Com os reajustes da previdência, as faixas de contribuição ao INSS dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Com os reajustes da previdência, as faixas de contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas.

O valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte), ou seja, o piso previdenciário, será de R$ 1.100,00. O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado para 2021 (R$ 1.100). O teto dos benefícios pagos pelo INSS, por sua vez, passa a ser de R$ 6.433,57 (antes era de R$ 6.101,06).

+ INSS: confira como serão os reajustes para quem se aposentou em 2020

As alíquotas são de 7.5% para aqueles que ganham até R$ 1.100; de 9% para quem recebe entre R$ 1.100,01 até R$ 2.203,48; de 12% para os que ganham entre R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22; e de 14% para quem capta de R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57.

Veja abaixo a tabela com o salário de contribuição e a alíquota para recolhimento do INSS.

Plano Simplificado

Com a atualização dos reajustes do INSS, os beneficiários que aderiram ao plano simplificado permanecem com o recolhimento mensal de 11%, mas agora sobre o novo salário mínimo, ou seja, R$ 121, a partir de fevereiro.

Esse modelo vale para os contribuintes individual (trabalhador por conta própria, como uma diarista) e o segurado facultativo (dona de casa, por exemplo).

MEI

Em relação aos microempreendedores individuais (MEIs), em que a alíquota é de 5% sobre o valor do salário mínimo, o valor mensal pago passou de R$ 52,25 para R$ 55.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel