Negócios

Veja os 5 tênis mais caros do mundo, segundo a Forbes

Crédito: Reprodução / Math Senna

Solid Gold OVO x Air Jordans – US$ 2 milhões (R$ 10,4 milhões) (Crédito: Reprodução / Math Senna )



Conhece os sneakerheads? São aquelas pessoas apaixonadas por tênis. Normalmente são atentas aos lançamentos, modelos especiais e marcas em destaque no momento. É caro manter essa paixão consumindo colaborações exclusivas, design e edições limitadas que podem chegar a R$ 10 milhões.

Há também os modelos clássicos e históricos usados por celebridades da música e do esporte, leiloados por valores exorbitantes.

Veja os 5 tênis mais caros da história, segundo a Forbes. São edições raras, inclusive uma feita de ouro.

Audi investe R$100 mi para retomar produção de carros no Brasil




  1. Nike Waffle Racing Flat “Moon Shoe” – US$ 437,5 mil (R$ 2,2 milhões)

Em um leilão da Sotheby’s que reuniu alguns dos tênis mais raros do mundo, este modelo de 1972 nunca usado da Nike superou as expectativas de preço. Antes avaliado em US$ 160 mil, seu valor quase triplicou, vendido para o empresário Miles Nadal. Seu valor alto vem do fato de ser um dos apenas 12 pares que a Nike produziu para o time dos EUA nos Jogos Olímpicos de 1972 e foi desenvolvido pelo cofundador da marca Bill Bowerman.

  1. Air Jordan 1 High “Chicago” – US$ 615 mil (R$ 3,2 milhões)

 Modelo usado por Michael Jordan em uma partida em 1985 na Itália, dos tempos que jogava para o Chicago Bulls. Com a assinatura de Jordan, o tênis foi a leilão em agosto de 2020 pela Christie’s. Descrito como um “artefato único” do jogador, o modelo tem um caco de vidro na sola esquerda, de quando ele quebrou o vidro da tabela de basquete ao fazer uma cesta com força.

  1. Nike Air Ship – US$ 1,47 milhão (R$ 7,6 milhões)

Outro tênis usado pela lenda do basquete Michael Jordan, dentro e fora das quadras. Datado de 1984, esse era o modelo adotado pelo jogador antes de ele assinar uma linha colaborativa de roupas e calçados com a Nike. Um dos seus usos registrados foi no quinto jogo de Jordan no Chicago Bulls, logo na sua temporada de estreia. Em outubro do ano passado, a Sotheby’s leiloou o tênis de tamanho 45 para o colecionador Nick Fiorella. Anteriormente, o item autografado foi dado de presente por Jordan a Tommie Tim III Lewis, o gandula do Denver Nuggets, durante a temporada 1984-85.


  1. Nike Air Yeezy 1 – US$ 1,8 milhão (R$ 9,4 milhões)

Muito antes de Kanye West fazer um império com a Yeezy, o protótipo do primeiro modelo foi apresentado ao mundo durante sua apresentação no Grammy de 2008. O par que deu início à trajetória do rapper no universo dos calçados e transformou West em um ícone da indústria fashion teve uma venda privada pela Sotheby’s em maio do ano passado, atingindo o preço de US$ 1,8 milhão. Arrematado pelo colecionador Ryan Chang, o valor foi bem acima do US$ 1 milhão avaliado originalmente, transformando-o no par de tênis mais caro já vendido.

  1. Solid Gold OVO x Air Jordans – US$ 2 milhões (R$ 10,4 milhões)

Os tênis mais caros do mundo, na verdade, não são usáveis. O par personalizado, feito especialmente para o rapper Drake, em 2016, é feito de puro ouro sólido 24 quilates. Cada pé pesa nada menos que 22 quilos. O design, concebido pelo artista norte-americano Math Senna, usa o clássico modelo da Nike Air Jordan 10’s e é praticamente uma escultura de arte.