Economia

Veja cinco dicas de liderança para conduzir as equipes durante home office

Crédito: Pixabay

A pandemia forçou as empresas a adotarem o home office e agora os trabalhadores estão exigindo algumas normas para a atividade em casa (Crédito: Pixabay)

Com boa parte das empresas trabalhando via home office, os papeis de liderança precisaram se adaptar às novas formas de gestão e o engajamento dos times é um desafio com a comunicação à distância.

Segundo Ricardo Basaglia, diretor-geral da Page Executive, unidade de negócio do PageGroup na América Latina e especializada em de executivos, a pandemia deve ser usada como uma forma de trabalhar a autonomia e autorresponsabilidade por parte dos gestores e dos funcionários que estão em casa.

+ Doria prorroga quarentena por mais 15 dias em São Paulo
+ Crédito para folha de pagamento já está disponível nos bancos
+ Os planos para quando tudo voltar à normalidade

“Quando tudo chegar ao fim, talvez as equipes não se recordem de todas as instruções e projetos realizados, mas com certeza todos se lembrarão como os fizeram se sentir”, ponderou Basaglia.



Veja cinco recomendações que podem ajudar no desenvolvimento dos trabalhos durante períodos de crise.

Considere todos os stakeholders para a tomada de decisões

O consultor indica que é preciso ouvir as cobranças dos profissionais, dos acionistas e dos fornecedores. Pensar pelo lado financeiro da empresa, sem equacionar todos os grupos, pode gerar instabilidade e atrapalhar o desempenho operacional.

“No entanto, qualquer medida que não leve em consideração todos os grupos, pode desestabilizar a corporação. Todos os pontos de contato devem estar alinhados para que as deliberações sejam efetivas. Em um momento desafiador como o que estamos passando, é preciso engajamento”, disse Basaglia.

Esteja preparado para todas as etapas que times remotos enfrentarão

Trabalhar em casa pode ser considerado como bom pelo time de colaboradores. Com o passar do tempo, no entanto, questões envolvendo o coronavírus e familiares ou pessoas próximas, podem gerar inseguranças na equipe. O medo de perder o emprego e a preocupação com as contas pessoais precisarão ser contornadas com exercício de liderança.

“É hora de engajamento total. Estabeleça conversas frequentes e honestas com seu time. Mantenha a boa energia e evite ao máximo as opiniões pessoais ou ser levado por emoções. Precisamos esclarecer fatos e dados e seguir à risca as regras e recomendações dos governos e órgãos de saúde para evitar expor os profissionais e garantir a satisfação com as atitudes tomadas pela empresa”, alertou o especialista da Page Executive.

Entenda as políticas da empresa

Apesar das incertezas que o isolamento forçado traz, principalmente nos rumos que as empresas podem tomar para salvar os balanços, é preciso clareza com a equipe, levar sempre informações do que está acontecendo na ponta da empresa e evitar a desinformação.

“Embora seja importante demonstrar que não temos todas as respostas prontas, a liderança nunca deve desaparecer. Se não mantiver a equipe atualizada, informações desencontradas podem surgir e afetar os negócios”, sugeriu Basaglia.

Crie uma equipe para lidar com ondas de informações

A dica aqui é montar uma espécie de comitê que possa informar os funcionários sobre como a crise está afetando as atividades internas.

A áreas de recursos humanos, finanças, atendimento ao cliente, entre outros núcleos da empresa, podem viabilizar diferentes olhares e novas soluções para os problemas.

“Por isso, é importante criar uma equipe de gerenciamento do tome, que possa monitorar e dar retornos rápidos em relação aos acontecimentos internos”, afirmou Basaglia.

Estabeleça metas e confie no time

Seguir acompanhando o que cada um dos profissionais faz é essencial, mas nem sempre isso será possível. Contudo, estabelecer uma relação diária, com confiança e indicando o caminho para a realização dos trabalhos, é um caminho para melhorar a produtividade e passar segurança aos colaboradores.

“Não se esqueça que todos estão no mesmo barco e que a humanidade é necessária para passarmos pelo momento. No início das reuniões, comece perguntando como todos estão, mostre cuidado com as pessoas. Confira se todos têm a infraestrutura necessária para trabalhar e se precisam de algo”, avaliou o especialista da Page Executive.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel