Empreendedorismo Sustentável

Veja 10 dicas para construir uma marca de sucesso

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Empreendedorismo está no DNA dos brasileiros e especialistas ensinam como construir uma marca forte e fazer o negócio próprio prosperar (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O empreendedorismo está no DNA dos brasileiros. Pesquisa encomendada pela Herbalife Nutrition e realizada pela OnePoll mostra que dois em cada três pessoas sonham em ter o seu próprio negócio por aqui.

No entanto, criar uma empresa forte e que prospere mesmo diante de tantas adversidades não é tarefa fácil. Mas especialistas vão te ajudar nesta missão. O advogado especializado em marcas e patentes Franklin Gomes, a palestrante, escritora e consultora de empresas Leila Navarro e a diretora de estratégias da agência de comunicação Economídia, Tâmara Wink, listaram 10 dicas para você seguir e construir uma marca de sucesso.

+ As lições das empresas que transformam a história

+ Desenvolve SP injetou R$ 1,1 bi em micro, pequenas e médias empresas paulistas 

1. Evite expressões genéricas 

As expressões que se associem de forma direta ao produto ou serviço, genéricas ou de uso comum não podem ser registradas como marca. E  sem o registro, você não tem a exclusividade de uso e ainda vai concorrer com outros players usando as mesmas expressões.

2. Mantenha a integridade

Não existe marca forte sem integridade de propósito. Essa coerência precisa existir e transparecer fortemente no negócio. Isso é o que fará com que ele tenha uma identidade própria e diferenciada no mercado. Para isso, é necessário entender a importância dessa essência, oferecendo algo de relevante no intuito de atender às necessidades e desejos dos clientes que pretende conquistar.

3. Invista no design

Imagem é tudo. Não é só aquilo que você acha que está disposto a comunicar em uma rede social ou propaganda, por exemplo. Construa um design que comunique os valores e a razão de existir do negócio. A partir daí, dê coerência e faça essa mensagem transparecer em tudo, do logo da marca, até o site e o local onde a empresa atua, uniforme da equipe, absolutamente tudo. Nada pode estar ali por acaso. O design precisa pensar na comunicação como um todo.

4. Se apaixone por problemas

Não fuja dos problemas. É aí que estão as chaves para a inovação. Mantenha-se atento a tudo que o rodeia, sem criticar, sem julgar, sem comparar. Muitos empreendedores perdem grandes oportunidades por desprezar informações aparentemente simples, mas com detalhes que só os verdadeiramente atentos conseguem enxergar.

5. Cuide dos multiplicadores da marca, clientes e equipe

Pessoas importam. São elas que constroem o sucesso da empresa, pois nenhum líder sozinho, por mais genial que seja, é capaz de ir longe. Clientes e colaboradores devem estar alinhados ao propósito da marca. É isso que os tornam fãs e multiplicadores da marca.

6. Estude e conheça seu público

Em uma época onde relacionamento e identificação são essenciais, conhecer o público é fundamental. Ninguém se relaciona com quem não conhece. E ninguém se identifica com quem não fala a mesma linguagem que você. Entenda quem é seu consumidor. O que ele pensa e sente? Quem ele ouve, o que vê? O que fala e o que precisa fazer? Conhecer profundamente seu cliente é uma ferramenta valiosa para saber o que realmente irá interessá-lo. Como descobrir tudo isso? A internet é uma grande aliada. Pesquise nas redes sociais, olhe dados de sites como Facebook Audience Insigths, Analytics. E não fique só no online. Converse! Fale com clientes, atuais, potenciais, antigos e da concorrência.

8. Olhe para dentro

Pare para pensar e definir a sua empresa. Para que ela existe? O que ela faz? Como ela entrega? Como é percebida? No que acredita e o que defende? Onde quer chegar? O que a move? Qual é seu propósito? As resposta para estas perguntas são fundamentais.

9. Analise o mercado

É importante saber quem são os seus concorrentes. Veja o que oferecem, onde estão presentes, o que eles têm feito, como têm se comunicado, que mensagem têm transmitido e em que canais estão. E principalmente, entenda quais são seus diferenciais em relação a eles e os espaços que você pode ocupar.

10. Monte seu posicionamento 

O posicionamento determinará a maneira como sua empresa ocupará a cabeça do consumidor. Cabe aqui um lembrete, posicionamento é muito mais que um slogan. É uma definição que traduz os porquês, as diferenciações da sua marca e o que ela entrega.

 

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?