Giro

Varíola dos macacos: Anvisa esclarece que não recomendou isolamento

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Sede da Anvisa em Brasília; Varíola dos macacos: agência diz que não recomendou isolamento por causa de varíola (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma nota nesta terça-feira (24) esclarecendo as recomendações feitas pela agência para retardar a entrada do vírus da varíola dos macacos no Brasil. Segundo a Anvisa, foram apenas reforçadas a adoção das medidas que já estão em vigência em aeroportos e em aeronaves e que são destinadas a proteger “o indivíduo e a coletividade não apenas contra a covid-19, mas também contra outras doenças.”

Epidemiologista acredita que ainda ‘é cedo’ para falar de epidemia de varíola do macaco

Anvisa pede uso de máscara para adiar chegada da varíola dos macacos

Alemanha recomenda quarentena contra varíola dos macacos



Na nota, a Anvisa esclarece que não recomendou o “isolamento” como uma medida para o enfrentamento à varíola dos macacos.

“De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a varíola do macaco pode ser transmitida aos seres humanos através do contato próximo com uma pessoa ou animal infectado, ou com material contaminado com o vírus. O vírus pode ser transmitido de uma pessoa para outra por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama”, diz a nota.

A Anvisa informou que atua consoante com as ações das agências internacionais e de organismos mundias de saúde e que permanece monitorando a evolução dos casos da varíola dos macacos, mantendo um contato constante com o Ministério da Saúde. “Tão logo se justifique, serão propostas as medidas sanitárias, quando cabíveis, em aditamento às regras existentes e vigentes no Brasil.”


A doença

A varíola de macaco é uma doença pouco conhecida porque a incidência é maior na África. Até o momento, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) há 131 casos confirmados de varíola dos macacos, registrados fora do continente africano e 106 outros casos suspeitos, desde que o primeiro caso foi relatado em 7 de maio.

Diante do quadro, o Ministério da Saúde criou uma sala de situação para monitorar o cenário da varíola dos macacos no Brasil. A medida, anunciada pela pasta na noite desta segunda-feira (23), tem como objetivo elaborar um plano de ação para o rastreamento de casos suspeitos e na definição do diagnóstico clínico e laboratorial para a doença.

“Até o momento, não há notificação de casos suspeitos da doença no país”, informou o Ministério da Saúde, em nota. A pasta afirma que encaminhou aos estados um comunicado de risco sobre a patologia, com orientações aos profissionais de saúde e informações disponíveis até o momento sobre a doença.







Tópicos

África Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa anvisa agência anvisa certificado febre amarela anvisa consulta anvisa legislação anvisa medicamentos Anvisa nega isolamento varíola macacos Anvisa nega que recomendou isolamento varíola anvisa sngpc anvisa solicita anvisa telefone anvisa vacina anvisa viajante Biomedicina Brasil brasileiro Alemanha varíola brasileiro varíola calafrios Características vírus varíola do macaco casos da varíola dos macacos casos na Europa cepa África Ocidental cepa do Congo contato entre parceiros sexuais disseminação Varíola doença endêmica África doença varíola mais comum África doença viral doenças virais dor de cabeça dores de cabeça dores musculares dores nas costas endêmica África erupção Espanha Estados Unidos exaustão exposição Varíola fadiga muscular e erupções no rosto febre gays genoma inflamação dos linfonodos Inglaterra lgbtqia+ linfonodos inchados Londres medidas Monica Debolle monkeypox OMS ONU organização mundial da saúde origem da varíola dos macacos pesquisa varíola do macaco porque a variola dos macacos tem esse nome? Portugal primeiro brasileiro varíola macacos Reino Unido saúde Sequenciamento de genoma Vírus da Varíola do macaco sexo entre homens sintomas da varíola sintomas varíola febre erupção cutânea Surto na Europa pode ter surgido em festas rave Transmissão da varíola transmissão em raves transmissão entre homens transmissão sexo entre homens transmissões doença UKHSA varíola varíola do macaco é grave? Varíola do macaco na europa varíola do macaco no Brasil varíola dos macacos varíola dos macacos áfrica varíola dos macacos brasil varíola dos macacos brasileiro contaminado varíola dos macacos congo varíola dos macacos cura varíola dos macacos duração varíola dos macacos erupções varíola dos macacos isolamento Anvisa varíola dos macacos medicamentos varíola dos macacos mortes varíola dos macacos nome varíola dos macacos órgãos varíola dos macacos pele varíola dos macacos remédios varíola dos macacos sintomas varíola dos macacos tratamento varíola Europa varíola existe vacina varíola imunidade varíola macacos Anvisa varíola mortalidade varíola vacina vírus vírus varíola do macaco