Giro

Variante Delta é confirmada em tripulantes de navio aportado em Santos

Crédito: Governo de São Paulo

O navio foi mantido em quarentena após confirmação de 15 casos de COVID-19 (Crédito: Governo de São Paulo)

Foi confirmada a presença da variante Delta em dois tripulantes do navio internacional MTM Southport, com bandeira de Singapura, que realizou uma parada no porto de Aratú, na Bahia, e aportou em Santos no final do mês de julho. O navio foi mantido em quarentena após confirmação de 15 casos de COVID-19.

O Instituto Adolfo Lutz, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, fez o sequenciamento genético a partir das amostras de RT-PCR dos dois pacientes, que foram hospitalizados na Santa Casa de Santos após autorização de desembarque no dia 27 de julho pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Porto de Santos. Os casos se configuram como provável importação do vírus e a confirmação da variante Delta é representativa para a circulação da variante entre os tripulantes da embarcação.



+ Brasil tem 47,96% da população parcialmente imunizada contra a covid-19

O Instituto Adolfo Lutz também fará sequenciamento de amostras de tripulantes sintomáticos do navio CS Crystal, atracado no Porto de Santos e originário de Dakar. O Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) estadual, o Grupo de Vigilância da Baixada Santista, o município de Santos e a Anvisa monitoram os casos e o cenário local. As autoridades sanitárias recomendam a continuidade das condutas de isolamento, monitoramento, diagnóstico e assistência.

Análises do Instituto Adolfo Lutz e do CVE identificaram 793 casos de quatro variantes de atenção em São Paulo até 2 de agosto, sendo 25 de Delta (21 na Capital, 1 em Santos, 1 em Guaratinguetá, 1 em Pindamonhangaba e 1 em Pirassununga), 3 de Beta, 42 de Alpha e 723 de Gamma.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!