Economia

Vanessa Canado: Governo ainda não definiu fórmula para a tributação de dividendos

A assessora especial do ministro da Economia, Vanessa Canado, disse nesta terça-feira, 11, que o governo ainda não definiu a fórmula para a tributação de dividendos, que terá como contrapartida a redução do Imposto de Renda sobre Pessoas Jurídicas (IRPJ). Segundo ela, o governo busca um resultado neutro do ponto de vista da arrecadação federal.

“Estamos fazendo vários cenários escalonados pelo tempo, ora mais rápido, ora mais devagar. Não é uma mudança simples. O potencial de arrecadação do imposto corporativo é maior que o potencial de arrecadação do imposto sobre dividendos, especialmente no curto prazo, quando as pessoas distribuirão os dividendos antes da entrada em vigor da lei”, afirmou Vanessa, em videoconferência organizada pela Necton Investimentos.

Questionada sobre a possibilidade de o governo propor a tributação de aplicações em renda fixa hoje isentas de IR – as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) -, Vanessa apenas respondeu que o governo ainda está avaliando junto ao mercado os benefícios que a isenção desses instrumentos tem trazido ao longo dos últimos anos.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?