Economia

Valor Bruto da Produção Agropecuária deve ser recorde de R$ 823 bi, diz CNA

Crédito: Reprodução/New Holland

Caso a estimativa seja confirmada, o valor significaria uma alta de 13,7% na comparação com o obtido no ano passado (Crédito: Reprodução/New Holland)

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) projeta que o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária alcance novo recorde em 2020, ultrapassando a receita de R$ 823 bilhões. Caso a estimativa seja confirmada, o valor significaria uma alta de 13,7% na comparação com o obtido no ano passado. As estimativas da CNA são baseadas em dados de preços e produção disponíveis até agosto deste ano.

Em relação ao VBP agrícola, a CNA espera um crescimento de 18%, para um faturamento bruto de R$ 531,6 bilhões. Segundo a entidade, o resultado deve ser impulsionado pelo VBP recorde da soja, projetado em R$ 218 bilhões, ou 23,8% a mais na comparação anual. Outros fatores que podem influenciar o indicador do setor são o aumento de 4,3% na produção, a alta de 18,7% nos preços, além da forte demanda chinesa e a taxa cambial favorável para as exportações.

+ Agricultura: Valor Bruto da Produção deve ser 10% maior em 2020, de R$ 771,4 bi
+ PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV 

O arroz, café arábica e o trigo também foram destacados pela CNA, com expectativa de alta no VBP de 33,9%, 51% e 59%, respectivamente. Ainda nessa ordem, a produção dessas culturas deve crescer 6,7%, 30% e 32%, projeta a entidade.

No segmento da pecuária, o VBP tende a subir 6,6%, atingindo uma receita de R$ 291,7 bilhões, segundo as projeções. De acordo com a CNA, o acréscimo de cerca de R$ 17,9 bilhões no faturamento da atividade dentro da porteira deve ser resultado do incremento nos preços da carne bovina e das maiores cotações e produção de ovos e suínos.

No caso da carne bovina, a Confederação cita a oferta restrita de animais para o abate como o fator que levará a uma retração de cerca de 3,6% na produção em 2020. Em nota, a entidade lembra, entretanto, que é isso que vem sustentando os preços elevados da arroba do boi gordo, que estão em média 17,8% mais altos do que os verificados no mesmo período do ano passado.

“Apesar do bom resultado da pecuária, o faturamento bruto das atividades de frango e de leite deve apresentar queda de 3,7% e 4,3%, respectivamente”, informa a CNA.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel