Economia

União Europeia responde com cautela à ameaça dos EUA

Bloco espera resposta da OMC para responder aos anúncios de aumento de tarifas em US$ 11bi de exportação pelos norte-americanos

União Europeia responde com cautela à ameaça dos EUA

A União Europeia respondeu com cautela à ameaça dos EUA em aumentar taifas em US$ 11 bilhões de produtos exportados pelo bloco. Nesta terça-feira (9), um porta-voz da entidade disse que aguardará pela resposta da Organização Mundial do Comércio (OMC) para tomar uma decisão.

Os norte-americanos estão ameaçando impor tarifas que somam US$ 11 bilhões ao ano em centenas de produtos após supostos subsídios concedidos pelo bloco europeu à Airbus. De acordo com autoridades do país, as vantagens prejudicam a Boeing e a economia dos EUA.

A disputa entre os países e as fabricantes de avião remonta a 2004 e voltaram à tona nesta semana. À época, agências da União Europeia afirmaram que a Boeing recebeu US$ 19 bilhões em subsídios irregulares dos EUA, enquanto os norte-americanos acusavam os europeus da mesma irregularidade, porém em benefício da Airbus, com sede na França e principal fabricante de aviões da Europa.

Desde então, a Organização Mundial do Comércio (OMC) arbitrou para ambos os lados, ressaltando a complexidade da disputa. Agora, os EUA subiram o tom na disputa com a ameaça de sansões em uma lista que vai desde peças de avião, até vinhos e peixes congelados.  O caso segue para análise da OMC, que deve se posicionar até o início do segundo semestre de 2019.