Um Tarsila à venda

Um Tarsila à venda

O ano era 1923. A pintora paulista Tarsila do Amaral estava curtindo uma temporada em Paris, ao lado do namorado, o escritor Oswald de Andrade. Ela ainda saboreava as glórias conquistadas na Semana de Arte Moderna, realizada um ano antes, em São Paulo. Feliz, realizada e apaixonada, enviou uma carta à família, no Brasil, na qual dizia: “Quero, na arte, ser a caipirinha de São Bernardo (fazenda onde nasceu), brincando com bonecas de mato, como no quadro que estou pintando”. A tela era A Caipirinha, tida pelos especialistas como um ícone do movimento modernista. Agora, quase um século depois, a obra será colocada à venda, por decisão judicial, pelo preço de R$ 42,5 milhões. A tela pertencia ao empresário Salim Taufic Schahin, envolvido num esquema de corrupção descoberto pela operação Lava Jato. Salim Taufic era um dos donos do grupo Schahin, que faliu há pouco mais de dois anos, deixando dívidas de mais de R$ 6 bilhões. A Caipirinha e outros bens do empresário serão vendidos para pagar parte dessas divídas. Surge, assim, uma oportunidade rara para quem quiser – e puder – ter um legítimo Tarsila do Amaral na parede de casa. Mas é bom lembrar que a Justiça determinou que os R$ 42,5 milhões têm de ser pagos à vista.

E essa não é, nem de longe, a obra mais valiosa da pintora. Seu trabalho mais célebre é o quadro Abaporu, de 1928, que inaugurou o movimento antropofágico nas artes plásticas. Trata-se da tela brasileira mais cara do mundo, com valor em torno de US$ 40 milhões. Arrematada pelo colecionador argentino Eduardo Costantini, por US$ 2,5 milhões, durante um leilão em 1995, está atualmente em exibição no Museu de Arte Latino-americana de Buenos Aires (Malba).

(Nota publicada na edição 1179 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

Envelhecida em casa

Perfeito para envelhecer cachaças em casa, esse barril de carvalho francês enriquece a bebida com aromas frutados, além de conferir à [...]

Forever young

Mais antiga empresa de cosméticos do mundo, com quase 150 anos de existência, a japonesa Shiseido é famosa por seus produtos [...]

O incrível diamante de US$ 15,9 milhões

Não existe pandemia que afete o mercado de altíssimo luxo. Prova disso é o diamante azul de 12 quilates que acaba de ser arrematado num [...]

Lamborghini da hora

A montadora de superesportivos Lamborghini acaba de anunciar sua mais nova máquina. Não é um carro. Trata-se do relógio batizado de [...]

A Bíblia do azeite

Os azeites produzidos no Brasil conquistam cada vez mais respeito dentro e fora do País. Já são mais de 70 marcas de extravirgem [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.