Sustentabilidade

Um problema social no campo

Um problema social no campo

Pesquisadores da Oxford University estão colocando em xeque um dos mais divulgados dados sobre o perfil da agricultura mundial. De acordo com o texto, a informação da Organização das Nações Unidas de que o pequeno produtor responde por até 80% da produção mundial de alimentos não é verdadeira.

Para os autores, os donos de propriedades rurais de até 2 hectares ocupam apenas 24% das terras agrícolas, produzem 32% da alimentação mundial e sofrem com a pobreza crônica. O problema social vai na contramão do discurso por uma economia mais inclusiva. Além de perderem feio o jogo para os latifúndios, o pequeno sofre com baixa produtividade, baixo retorno financeiro — sem recursos, se concentram na produção de alimentos de pouco valor agregado — e ainda destinam a maior parte do que produzem para subsistência.

Já as fazendas até 500 hectares conseguem mais retorno ao produzir alimentos, mas também ração animal (16% a 29%) e as com mais de 1 mil hectares alocam de 12% a 32% para itens processados.

Evandro Rodrigues

(Nota publicada na edição 1240 da Revista Dinheiro)