Negócios

UE aplica multa de 242 milhões de euros à Qualcomm

Autoridades de concorrência da União Europeia aplicaram uma multa de 242 milhões de euros à Qualcomm, a segunda penalidade da UE contra a empresa em 18 meses, e mais uma ação contra as principais empresas de tecnologia dos Estados Unidos por violação de regras antitruste.

Comissária antitruste da UE, Margrethe Vestager disse nesta quinta-feira que a Qualcomm havia abusado de sua posição dominante para tirar um concorrente do mercado, impedindo a concorrência no mercado de chips, que conectam smartphones e tablets a redes celulares. A Qualcomm é o maior fornecedor mundial desses tipos de chip.

A multa ocorre em meio a várias batalhas legais enfrentadas pela Qualcomm, inclusive em tribunais dos EUA. O Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês) alertou que penas severas podem prejudicar a fabricante de chips em sua corrida contra concorrentes chineses nos negócios 5G. O caso europeu decorre de 2015, quando a fabricante britânica de chips Icera alegou que, entre 2009 e 2011, a Qualcomm prativaca “preços predatórios” ao vender determinados chips a um preço abaixo do mercado para tirar a Icera dos negócios. A Icera foi comprada pela Nvidia.

Após a UE aplicar a multa, a Qualcomm disse que planeja recorrer da decisão ao Tribunal Geral da UE e oferecerá uma garantia financeira em vez de pagar a multa enquanto o recurso estiver pendente. “A Comissão Europeia passou anos investigando as vendas de dois clientes, cada um dos quais disse que preferiam os chips da Qualcomm não por causa do preço, mas porque os chips concorrentes eram tecnologicamente inferiores”, disse o conselheiro geral da empresa, Don Rosenberg. Fonte: Dow Jones Newswires.