Economia

UE alerta China que abra economia com mais rapidez ou enfrente retrocesso

A Câmara de Comércio da União Europeia apelou hoje à China que siga adiante com promessas de abrir sua economia de forma mais ágil e alertou que a falta de ação poderá levar a um retrocesso do livre comércio, em meio a crescentes críticas de Bruxelas e dos EUA.

Pequim vem recuando em algumas áreas, inclusive ao impor novas restrições a importações de bens e a serviços de entrega expressa e legais, segundo relatório da câmara.

“A atual falta de reciprocidade no acesso a mercados está ficando politicamente insustentável”, comentou o presidente da câmara, Mats Harborn, durante coletiva. “Estamos preocupados que se isso não mudar rapidamente, haverá um retrocesso da globalização econômica.”

A entidade equivalente dos EUA e outros grupos vêm fazendo queixas semelhantes contra Pequim.



Ontem, por exemplo, o representante de comércio dos EUA, Robert Lighthizer, afirmou ontem durante discurso em Washington que esforços da China para criar grandes conglomerados industriais e induzir empresas estrangeiras a repassar tecnologia ameaçam o sistema de comércio mundial. Fonte: Associated Press.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

China comércio UE