Economia

UE acrescenta três países a lista de paraísos fiscais

UE acrescenta três países a lista de paraísos fiscais

A União Europeia (UE) acrescentou nesta terça-feira (13) à sua lista de paraísos fiscais três novos territórios, os caribenhos São Cristóvão e Neves, Bahamas e as Ilhas Virgens dos Estados Unidos - AFP/Arquivos

A União Europeia (UE) acrescentou nesta terça-feira (13) à sua lista de paraísos fiscais três novos territórios, os caribenhos São Cristóvão e Neves, Bahamas e as Ilhas Virgens dos Estados Unidos, indicou o Conselho da UE em nota.

A decisão foi adotada durante uma reunião dos ministros de Finanças europeus, que ainda vão acordar retirar outros três países – Bahrein, ilhas Marshall e Santa Lúcia – da lista jurisdições não cooperantes, adotada em 5 de dezembro de 2017.

As três localidades caribenhas se somam, assim, a Trinidade e Tobago, Guam, Palau, Samoa Americana e Namíbia. A lista engloba territórios considerados paraísos fiscais que, em caso de não cooperação, poderiam ser sancionados.

Ao criar essa ferramente de pressão para frear a evasão fiscal, a UE deixou em suspenso a inclusão de vários países caribenhos afetados pelos furacões em setembro de 2017, à espera de que normalizem sua situação e possam responder às preocupações europeias.

Outros quatro territórios caribenhos – Anguilla, Ilhas Virgens britânicas, Dominica e Antígua e Barbuda – passam, junto com os três países que saíram da lista negra, à “lista cinza”, por aceitar compromissos com a UE que ficarão sob “monitoramento rigoroso”.

A lista foi adotada como uma resposta ao recente escândalo dos “Panama Papers”.