Edição nº 1057 16.02 Ver ediçõs anteriores

Uber sofre revés em caso com Google …

Uber sofre revés em caso com Google …

A Uber sofreu um revés no caso que envolve a empresa de carros autônomos do Google, a Waymo. O juiz norte-americano William Alsup decidiu que a Uber terá que devolver os arquivos baixados por Anthony Levandowski, acusado de roubar milhares de documentos da empresa, até o final deste mês. Apesar disso, o juiz permitiu que o polêmico aplicativo de transporte siga com o desenvolvimento de seu projeto de veículo sem motorista, mas Levandowski terá que ficar afastado do cargo. “A competição deve ser alimentada pela inovação nos laboratórios e nas ruas, não por ações ilegais”, disse o porta-voz da Waymo, Johnny Luu.


… e a Waymo associa-se à Lyft

Din1019_Mercado3

Além de comemorar a vitória, a Waymo associou-se à Lyft, principal rival da Uber nos EUA, para testar carros autônomos. A empresa do Google atualmente está realizando testes usando minivans Chrysler equipadas com sua tecnologia em Phoenix, nos EUA. A Uber, por sua vez, está pesquisa carros autônomos em diversas cidades americanas. A Lyft também desenvolve veículos sem motorista em parceria com a General Motors, que comprou uma fatia da startup.

(Nota publicada na Edição 1019 da Revisa Dinheiro)


Mais posts

Apuro digital

(Nota publicada na Edição 1057 da Revista Dinheiro)

Novos ares para Peter Thiel

Peter Thiel está de mudança do Vale do Silício. O fundador do PayPal está levando seus negócios de São Francisco para Los Angeles. De [...]

Reforço contra o crime digital

A Polícia Federal ganhou um aliado de peso na batalha contra os crimes virtuais no Brasil. A unidade policial do Departamento de [...]

Sem acordo (por enquanto)

A Qualcomm não será vendida para a Broadcom. Pelo menos, por ora. A fabricante de chips não aceitou uma proposta de compra por US$ 82 [...]

Um trimestre para sorrir

Pela primeira vez desde que estreou na bolsa de valores, em 2013, o Twitter conseguiu fechar um trimestre com lucro. Nos três últimos [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.