Mundo

Uber demite mais de 3,7 mil funcionários pelo Zoom

Crédito: AFP/Arquivos

(Arquivo) Marca da Uber (Crédito: AFP/Arquivos)

Mais de 3,7 mil funcionários da Uber receberam o aviso de que seriam demitidos através de uma chamada de vídeo pelo Zoom.

Segundo o USA Today, essas demissões aconteceram na semana passada e atingiram 46 países. A Uber disse que um “forte pacote” de indenizações e outros benefícios foram incluídos nessas demissões.

+ Pandemia aumenta perdas da Uber, mas há sinais de recuperação
+ Califórnia processa Uber por classificar motoristas como “contratistas”
+ Uber Eats se retira de sete mercados incluindo Uruguai e Honduras

Nessas chamadas, os chefes locais do Uber passaram aos funcionários que com a redução no volume de corridas, afetadas pela quarentena em todo o planeta, a empresa não teve outra alternativa além do desligamento.

A queda na receita da empresa chegou a 80%. O Uber Eats, por outro lado, é o único ativo da empresa que registrou um aumento significativo, já que o delivery virou alternativa para as pessoas se alimentarem.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel