Agronegócio

Tyson Foods fecha maior planta de processamento por tempo indeterminado


Nova York, 22 – A Tyson Foods vai suspender por tempo indefinido as operações na sua maior planta de processamento de suínos, em Waterloo, no Estado norte-americano de Iowa, por causa da pandemia de coronavírus, informou a empresa nesta quarta-feira. A fábrica já operava com níveis reduzidos de produção, disse a companhia. Ao mesmo tempo, a empresa vai retomar as operações em uma fábrica de suínos em Columbus Junction, no mesmo Estado, após duas semanas de inatividade em virtude da doença.

Apex e CNA fazem pesquisa sobre impacto da pandemias na exportação agropecuária

Soja: Datagro reduz previsão de exportação do complexo em 2020 para 91,9 mi de t

No primeiro caso, em Waterloo, a Tyson afirmou que as operações foram prejudicadas pela ausência de grande parte dos trabalhadores, afastados por causa do coronavírus. O próximo passo será realizar testes nos 2.800 funcionários da fábrica, que continuarão recebendo seus salários enquanto a planta estiver fechada.

“O fechamento tem ramificações significativas além da nossa empresa, já que a fábrica faz parte de uma cadeia de suprimentos maior, que inclui centenas de agricultores, caminhoneiros, distribuidores e clientes independentes, incluindo mercearias”, disse o CEO Steve Stouffer em comunicado. “Isso significa a perda de uma saída vital do mercado para os agricultores e contribui ainda mais para a interrupção do fornecimento de carne suína do país”, reforçou.

Já em Columbus Junction, onde a fábrica produz suínos frescos e embalados para clientes de serviços alimentícios e varejo em todo o mundo, as atividades serão retomadas nesta semana.

“Planejamos aumentar a produção em Columbus Junction gradualmente, com a segurança dos membros de nossa equipe em mente”, afirmou o presidente da Tyson Foods, Dean Banks. A empresa está colocando mais de 150 scanners de temperatura por infravermelho em suas instalações, além de divisores de estação de trabalho para promover o distanciamento social.

As outras fábricas de carne e aves da Tyson Foods continuam em operação, com algumas trabalhando em níveis reduzidos de produção, por causa da implementação de precauções adicionais de segurança. A empresa suspendeu a produção por um dia em alguns locais para limpeza profunda e higienização adicionais.