Giro

Twitter realizou discussões para a aquisição do Clubhouse por US$ 4 bilhões

Crédito: Reprodução/Divulgação

O Clubhouse está em negociações para levantar fundos de investidores em uma rodada que avalia o negócio em cerca de US$ 4 bilhões. (Crédito: Reprodução/Divulgação)

O Twitter Inc. conversou nos últimos meses para adquirir o Clubhouse, a agitada rede social baseada em áudio, de acordo com pessoas a par do assunto, segundo o site Bloomberg.

As empresas discutiram uma avaliação potencial de cerca de US $ 4 bilhões para o Clubhouse, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas porque o assunto é privado. As discussões não estão mais em andamento e não está claro por que elas pararam, acrescentaram as pessoas.

+ Clubhouse lança ferramenta para criadores monetizarem seus conteúdos

Um porta-voz do Twitter não quis comentar. Um representante do Clubhouse não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.



A Bloomberg News informou no início desta semana que o Clubhouse está em negociações para levantar fundos de investidores em uma rodada que avalia o negócio em cerca de US$ 4 bilhões. Depois que as negociações com o Twitter falharam, o Clubhouse começou a explorar se fazia sentido levantar financiamento com aquela avaliação.

O aplicativo permite que os usuários hospedem seus próprios programas de rádio online. Os ouvintes podem sintonizar para ouvir entrevistas ou painéis de discussão e pedir para participar de chats ao vivo.

Clubhouse tem apenas um ano de idade, mas atraiu a presença de alguns dos maiores nomes do mundo dos negócios e de Hollywood. Empresas de mídia social estabelecidas rapidamente trabalharam em suas próprias versões do Clubhouse, incluindo o Twitter. O Facebook Inc. também está explorando um, e LinkedIn e Slack Technologies Inc. da Microsoft Corp. também disseram que estão trabalhando em recursos semelhantes para suas redes.

As ações do Twitter subiram cerca de 3% na quarta-feira (7), dando à empresa com sede em San Francisco um valor de mercado de US $ 55,1 bilhões.

O concorrente do Clubhouse do Twitter, chamado Spaces, foi lançado no final de 2020, embora ainda esteja em forma beta e nem todos os usuários possam criar ou hospedar discussões públicas. O CEO Jack Dorsey está otimista com o potencial do áudio como uma nova maneira de as pessoas interagirem no Twitter, e a empresa há muito aposta no conteúdo ao vivo por meio de acordos de parceria e aquisições. Em um evento para a imprensa na quarta-feira, o chefe de produto de receita do Twitter, Bruce Falck, disse que a empresa está considerando maneiras de monetizar o Spaces, mas essas discussões ainda estão nos estágios iniciais.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago