Geral

Twitter proíbe publicidade em contas controladas por governos

A decisão ocorre depois de o microblog afirmar que baniu mais de 900 contas que supostamente estão ligadas a uma campanha de desinformação do governo chinês

Twitter proíbe publicidade em contas controladas por governos

O controle se estenderá para qualquer fonte de propaganda que seja “financeiramente ou editorialmente controlada pelo Estado”, afirmou empresa

O Twitter anunciou nesta terça-feira (20) que irá banir as publicações de publicidade de todas as fontes de notícias patrocinadas por governos. A decisão ocorre horas depois de o microblog afirmar que baniu mais de 900 contas que supostamente estão ligadas a uma campanha de desinformação do governo chinês contra os protestos em Hong Kong.

“Estamos atualizando nossas políticas de publicidade em relação à mídia estatal. De agora em diante, não aceitaremos publicidade de entidades de mídia de notícias controladas pelo Estado. Essa é uma abordagem global e será aplicada em toda a nossa empresa”, afirmou a companhia em seu blog.

O controle se estenderá para qualquer fonte de propaganda que seja “financeiramente ou editorialmente controlada pelo Estado”. A proibição se limitará na postagem de publicidade, “as contas afetadas estarão livres para continuar usando o Twitter para participar de conversas públicas”, complementou o comunicado.

A lista de contas que não poderão mais fazer publicidade na rede foi formada em consultas a diversas entidades, como o índice de liberdade de imprensa do Repórteres sem Fronteiras e órgãos da ONU.

O Twitter entrará em contato com as contas para que elas retirem em 30 dias todo o conteúdo de publicidade. Caso não seja de forma voluntário, o microblog irá excluir as postagens de forma automática. “Enquanto isso, nenhuma nova campanha será permitida e aplicaremos nossas políticas rigorosamente”, afirmou a empresa.