Giro

Turquia: ofensiva na Síria será retomada se cessar-fogo não for respeitado

Turquia: ofensiva na Síria será retomada se cessar-fogo não for respeitado

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, observa durante uma cerimônia de assentamento da estrada principal de Belgrado-Sarajevo em Sremska Raca, Sérvia - AFP

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan declarou, nesta sexta-feira (18), que a ofensiva no nordeste da Síria será retomada na noite de terça-feira se as forças curdas não se retirarem deste setor, conforme previsto no acordo de trégua na quinta-feira.

“Se as promessas forem respeitadas na noite de terça-feira, a questão da zona de segurança será resolvida. Caso contrário, a operação ‘Peace Spring’ será retomada quando o prazo de 120 horas expirar”, disse Erdogan em um comunicado.

Mais cedo, um porta-voz militar curdo denunciou que a Turquia está violando o cessar-fogo no norte da Síria e continua tomando civis como alvo de seus bombardeios e disparos.

“Apesar do acordo de cessar-fogo, os bombardeios e os disparos continuam e tomam como alvos milicianos, a população civil e o hospital de Ras al Ain”, localidade do norte da Síria que foi cenário de violentos combates nos últimos dias, afirmou Mustafah Ali.

Na quinta-feira à noite, a Turquia aceitou um cessar-fogo de cinco dias e os curdos se declararam disposto a respeitar a medida.