Edição nº 1143 21.10 Ver ediçõs anteriores

Tudo o que você queria saber (ou não) sobre e-mails

Tudo o que você queria saber (ou não) sobre e-mails

Pesquisa da Grammarly – plataforma em língua inglesa de correção automática de palavras e identificação de textos plagiados –, feita com 3,4 mil usuários, mostra que ao contrário do que pregava a maioria dos especialistas o e-mail não morrerá tão cedo. Pelo menos não até a próxima temporada. Mesmo que o uso de apps de mensagens, como o WhatsApp, tenha invadido os ambientes profissionais, e-mails ainda mantêm forte relevância. Apenas 6% dos entrevistados disseram ser capazes de tocar a vida profissional sem eles e 36% das pessoas gastam pelo menos 3 horas de suas jornadas diárias de trabalho administrando e-mails. O tema ainda é tão inquietante que 93% admitem cometer gafes recorrentes em suas mensagens, três em cada quatro pessoas se preocupam com erros ortográficos ou gramaticais e 60% já ficaram envergonhadas pelo que escreveram. Ah!!!!! Para acertar o tom da comunicação, foi perguntado quantos pontos de exclamação se deve usar num e-mail de trabalho. As respostas foram: nenhum (19%), um (37%), dois (17%), três (4%), quantos forem necessários (23%).

(Nota publicada na Edição 1139 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Touchscreen? Esqueça. Touch é sua jaqueta

Como diz a reportagem do The New York Times, a Levi’s Trucker Jacket, feita em colaboração com o Google, “faz muitas coisas [...]

Streaming ultrapassa TV paga

(Nota publicada na Edição 1143 da Revista Dinheiro)

Black Friday movimenta retargeting

Retargeting é a expressão usada no marketing digital para você ‘voltar a conversar’ com alguém que já tenha interagido com sua marca. Vale desde abordar novamente aquele cliente que estava com o carrinho de compras on-line pela metade e desistiu até a adaptação da comunicação para impactar alguém que até entrou em seu site, mas […]

KondZilla, nosso case global

Think With é uma newsletter do Google para compartilhar cases e boas práticas. Um dos recentes destaques de sua página em português é o [...]

Stadia: está mais para loja do que para Netflix

Data marcada: 19 de novembro. O Google definiu o lançamento do Stadia, seu serviço de jogos on-line. A plataforma permitirá que os games sejam acessíveis a partir de qualquer conexão e disponíveis para qualquer dispositivo. Também foi anunciada a primeira leva de títulos. São 31 games de 21 produtoras. O serviço contemplará 14 países, sem […]

Ver mais