Negócios

Trump quer comprar a Groenlândia, afirma jornal dos EUA

Segundo reportagem do Wall Street Journal, presidente chegou a consultar assessores para analisar a viabilidade do negócio. Políticos da ilha rechaçam ideia

Trump quer comprar a Groenlândia, afirma jornal dos EUA

A Groelândia tem aproximadamente 2,6 milhões de quilômetros quadrados, mas 80% de seu território é coberto por gelo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mostrou interesse em comprar a Groenlândia, a maior ilha do mundo e território autônomo da Dinamarca, segundo reportagem do jornal Wall Steet Journal. O mandatário dos EUA inclusive teria levado a ideia adiante ao consultar assessores para analisar a viabilidade do negócio.

Apesar do interesse não ter sido publicamente confirmado pelas autoridades norte-americanas, moradores da Groenlândia e o próprio governo da Dinamarca já se adiantaram e afirmaram que não tem interesse nesta transação.

“Estamos abertos aos negócios, mas não estamos à venda”, afirmou Ane Lone Bagger, ministra das Relações Exteriores da Groenlândia.

Segundo o WSJ, os EUA estão interessados nas reservas de bens naturais e posição geopolítica da região. O país já mantém uma base militar na ilha, com aproximadamente 600 pessoas. O presidente norte-americano fará uma visita oficial à Dinamarca em 2 de setembro e, de acordo com a reportagem, quer usara ocasião para discutir a chance de negócio com a primeira-ministra Mette Frederiksen.

A Groenlândia tem aproximadamente 2,6 milhões de quilômetros quadrados, mas 80% de seu território é coberto por gelo. A maioria dos 56 mil habitantes vive em áreas litorâneas e na capital, Nuuk. Apesar de possuir um governo autônomo, a Dinamarca ainda é a responsável pela defesa e assuntos estrangeiros da ilha.

Esta não é a primeira vez que os EUA tentam comprar o território da Dinamarca. Em 1946, o então presidente Harry Truman ofereceu US$ 100 milhões pela compra do espaço.