Mundo

Trump promete ajudar a Arábia Saudita após ataques

Trump promete ajudar a Arábia Saudita após ataques

P presidente dos EUA, Donald Trump, fala à mídia antes de partir no Marine One, do gramado sul da Casa Branca, em Washington

Donald Trump disse nesta segunda-feira que os Estados Unidos não precisam de petróleo do Oriente Médio, num momento em que o preço disparava após o ataque com drones a infraestruturas na Arábia Saudita.

“Somos um exportador de energia e agora o maior produtor de energia do mundo”, escreveu no Twitter.

“Não precisamos do petróleo e do gás do Oriente Médio e, na verdade, temos muito poucos cargueiros por lá, mas ajudaremos nossos aliados”, acrescentou o presidente republicano.

Os Estados Unidos são o principal produtor de petróleo do mundo, com 18 milhões de barris por dia em 2018, segundo a Agência de Informação Energética (EIA).

A Arábia Saudita é o principal exportador mundial de petróleo e o segundo maior produtor.

O preço do petróleo disparou nesta segunda-feira em Londres, após ataques contra infraestruturas de petróleo na Arábia Saudita no sábado, que reduziram pela metade a produção do país e acentuaram os temores de escalada militar entre os Estados Unidos e o Irã.

O secretário americano de Energia, Rick Perry, disse à CNBC que o “mercado tem uma quantidade bastante considerável de petróleo disponível”, mas afirmou ser “prematuro” falar da necessidade de recorrer às reservas estratégicas dos EUA.

Os ataques foram reivindicados pelos rebeldes huthis do Iêmen, que enfrentam uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita há cinco anos e são apoiados pelo Irã.

Diante da redução da produção saudita, Trump autorizou o uso de petróleo das reservas estratégicas do país e disse que está pronto para responder ao ataque.