Mundo

Trump prevê eleições apertadas entre dois ‘homens de bem’ em Israel

Trump prevê eleições apertadas entre dois ‘homens de bem’ em Israel

O premiê israelense, Benjamin Netanyahu (E), caminha ao lado do presidente americano, Donald Trump, durante visita à Casa Branca, em 25 de março de 2019 - AFP/Arquivos

O presidente americano, Donald Trump, mostrou-se prudente neste sábado (6) sobre o resultado das eleições em Israel, ao prever uma disputa “apertada” entre Benjamin Netanyahu e seu principal adversário, Benny Gantz, “dois homens de bem”.

“Quem vai vencer a corrida eleitoral? Não sei”, disse o presidente durante a convenção anual da Coalizão Judia Republicana em Las Vegas, três dias antes das eleições.

“Vai ser apertado, penso que vai ser apertado”, acrescentou. “Dois homens de bem, dois homens de bem”, repetiu.

“Mas já estive junto ao seu primeiro-ministro na Casa Branca para reconhecer a soberania de Israel” sobre a parte das colinas de Golã sírias pelo Estado hebraico.

Este reconhecimento, que ocorreu no fim de março durante uma cerimônia na Casa Branca, foi visto como um apoio direto de Trump a “Bibi”, apelido de Netanyahu.

No poder há uma década, Netanyahu não se cansa de mencionar sua proximidade com o magnata republicano.

As últimas pesquisas de opinião autorizadas antes das legislativas colocam empatados Benjamin Netanyahu e Benny Gantz – líder do centrista Azul e Branco -, mas dão vantagem ao premiê para formar o próximo governo.

Em Las Vegas, Trump não deu detalhes sobre o calendário do plano de paz entre Israel e os palestinos preparado há dois anos pela Casa Branca, que deveria ser revelado nas semanas que se seguirão às eleições de 9 de abril.

O presidente americano renovou sua confiança no encarregado do plano, seu genro Jared Kushner.

Os palestinos rejeitaram que os Estados Unidos atuem como mediador nas negociações de paz.