Giro

Trump planeja indultar ex-conselheiro Michael Flynn, afirma imprensa

Trump planeja indultar ex-conselheiro Michael Flynn, afirma imprensa

O general da reserva Michael Flynn, ex-conselheiro de Donald Trump - POOL/AFP/Arquivos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cogita indultar o ex-conselheiro de Segurança Nacional Michael Flynn, que se declarou culpado em 2017 de mentir ao FBI sobre seus contatos com agentes russos, informa a imprensa americana.

O portal Axios e o jornal New York Times citaram fontes não identificadas que afirmaram que Trump planeja incluir Flynn no grupo de indultados que anunciará nos últimos dias de sua presidência.

As conversas secretas de Flynn com o embaixador russo em Washington em dezembro de 2016, antes da posse de Trump, foram a base da ampla investigação do procurador especial Robert Mueller sobre a interferência russa nas eleições americanas que levaram o republicano à Casa Branca.

Trump demitiu Flynn 22 dias depois de sua entrada no governo.

Mas o presidente sempre alegou que a investigação era uma “caça às bruxas” política e que Flynn, general da reserva do exército e que já comandou a Agência de Inteligência de Defesa, é um “bom homem”.

Em uma medida incomum, o Departamento de Justiça retirou o caso contra Flynn em maio deste ano, alegando que as supostas mentiras ao FBI não eram significativas.

Mas um juiz federal exigiu uma nova revisão do caso.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel