Mundo

Trump diz que ofensiva turca na Síria é ‘má ideia’

Trump diz que ofensiva turca na Síria é ‘má ideia’

(Arquivo) O presidente americano, Donald Trump - AFP/Arquivos

O presidente americano, Donald Trump, descreveu na quarta-feira (9) como uma “má ideia” a ofensiva lançada pela Turquia no nordeste da Síria contra combatentes curdos.

“Esta manhã, a Turquia, membro da Otan, invadiu a Síria. Os Estados Unidos não apoiam esse ataque e indicaram claramente à Turquia que essa operação é uma má ideia”, disse Trump em um breve comunicado, três dias depois de anunciar a retirada das forças armadas dos EUA do norte da Síria.

A aviação e artilharia turca bombardearam no final da tarde as posições da milícia curda das Unidades de Proteção Popular (YPG) em Ras al Ain e Tal Abyad, duas cidades no nordeste da Síria, segundo a mídia turca e uma ONG.

Foi o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, quem anunciou o início da ofensiva para afastar o YPG de sua fronteira, uma milícia que Ancara considera “terrorista” por causa de seus laços com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

“A Turquia se comprometeu a proteger civis, minorias religiosas, incluindo cristãos, e garantiu que não haveria crise humanitária. Vamos procurar que eles cumpram seus compromissos”, disse o presidente dos EUA em um breve comunicado.

“Além disso, a Turquia é responsável por garantir que todos os combatentes do grupo do Estado Islâmico (IS) detidos permaneçam na prisão e que o EI não volte a se organizar de forma alguma”, acrescentou.

Trump anunciou no domingo a retirada de tropas americanas de setores próximos à fronteira com a Turquia no norte da Síria, deixando assim as forças curdas que colaboraram com Washington contra o EI à mercê da ofensiva militar turca.

Essa operação, a terceira da Turquia na Síria desde 2016, abre uma nova frente em um conflito que deixou 370.000 mortos e milhões de deslocados desde 2011.