Economia

Trump anuncia pacote de US$ 13 bi de ajuda a agricultores dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou uma nova rodada de auxílio aos agricultores que enfrentam prejuízos econômicos em decorrência da pandemia do novo coronavírus. O pacote será de US$ 13 bilhões e, segundo Trump, o recurso começará a ser distribuído “a partir da próxima semana”. “Estou orgulhoso em anunciar que estou fazendo ainda mais para apoiar os agricultores de Wisconsin”, disse Trump, na noite de quinta-feira, em um comício eleitoral no Estado, cuja economia depende da produção agrícola.

A ajuda financeira anunciada por Trump seria uma segunda parcela do benefício do Programa de Assistência Alimentar Coronavírus da administração Trump.

Em abril, o governo anunciou que destinaria US$ 19 bilhões em auxílio para o setor agrícola, incluindo US$ 16 bilhões em pagamentos diretos a agricultores e pecuaristas e US $ 3 bilhões em compras em massa de laticínios, carnes e produtos agrícolas.

Deste montante, até a última segunda-feira, 14, o USDA havia aprovado US$ 9,92 bilhões em pagamentos a cerca de 622 mil produtores rurais afetados pelo pandemia da covid-19. Os recursos vieram da legislação de alívio do coronavírus aprovada pelo Congresso no início deste ano e do Departamento de Agricultura do país (USDA).

Mais cedo, o USDA já havia informado que até USS $ 14 bilhões adicionais estariam disponíveis para agricultores e pecuaristas que enfrentaram interrupções de mercado e custos elevados na pandemia.

“As comunidades agrícolas da América são resilientes, mas ainda enfrentam muitos desafios devido à pandemia de Covid-19”, disse o secretário de Agricultura do país, Sonny Perdue em um anúncio da ajuda adicional na quinta-feira.

Os pagamentos serão feitos para três categorias de commodities, disse o USDA, com base em quedas de preços, vendas ou outros métodos. Os pagamentos são limitados a US$ 250 mil por agricultor ou entidade.

Dados divulgados pelo USDA, no início deste mês, mostraram que os pagamentos do governo devem aumentar 66% este ano, para um recorde anual de US$ 37,2 bilhões. Mesmo antes de levar em conta a nova rodada de ajuda, esses pagamentos elevariam a receita agrícola líquida dos EUA em 23%, para US$ 102,7 bilhões, a maior desde 2013, de acordo com o USDA. O benefício representa 36% do faturamento agrícola total, a maior parcela em quase duas décadas.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?