Troca de experiências no varejo

Troca de experiências no varejo

Criado pelos empreendedores Rafael Parmigiano, diretor da Vifran, uma das maiores fabricantes de embalagens para o varejo do País; e Pompeu Besluci, sócio-diretor da marca de sapatos Di Pollini, o grupo Acelera Varejo nasceu, no fim de 2013, com 15 associados para discutir e trocar informações sobre o setor de varejo. Passados quatro anos, o negócio ganhou corpo. O grupo, antes restrito a São Paulo, partiu para o Rio de Janeiro e agora conta com 700 associados. São lojistas como Jogê, Rei do Mate, Any Any, Óticas Carol, entre outras, que usam os grupos de WhatsApp criados para a troca de informações. “O pessoal busca desde fornecedores até empresas de auditoria”, diz Parmigiano. “Muitos também disponibilizam currículos de profissionais. Estamos criando uma grande base de dados”, diz ele.

 

Se cuida, Alibaba!

Além de trocarem informações no WhatsApp, eles também se encontram em palestras e eventos patrocinados pelo banco Santander. Dá para entender o interesse externo no grupo. Juntas, as empresas que formam o Acelera Varejo faturam mais de R$ 18 bilhões por ano. “Há empresas de tecnologia nos procurando com o interesse de criar um marketplace para que os 700 varejistas do grupo vendam seus produtos que estão em estoque”, diz Parmegiano. Guardadas todas as devidas proporções, é o mesmo modelo de negócios que fez o chinês Alibaba ganhar o mundo. “O nosso objetivo é trazer valor para todos os associados.” De olho nisso, o Acelera Varejo também abriu um braço em Miami para ajudar lojistas brasileiros a montar o negócio nos Estados Unidos.

(Nota publicada na Edição 1027 da Revista Dinheiro, com colaboração: Cláudio Gradilone)

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

Uma casa muito engraçada (e flexível)

O imóvel do futuro não será a casa de campo, os microapartamentos próximos a estações de metrô e nem os dúplex com varanda gourmet com [...]

Crescimento nas nuvens

O isolamento social e as mudanças nos hábitos de consumo estimulam as organizações a seguirem o mesmo caminho. Um levantamento da Arki 1, empresa de treinamento especializada em Google Cloud, teve alta de 752% em junho nas inscrições nos treinamentos para tecnologia em nuvem. Segundo o CEO Marcos Farias, a disseminação do ensino a distância […]

Faturamento de gente grande

O youtuber Luccas Neto, embora seja criticado por educadores e mães de crianças pequenas Brasil afora por causa de seus vídeos na [...]

Fundo ASG de R$ 5 bilhões

A gestora de capitais Integral Brei acaba de estruturar o primeiro Fundo Imobiliário ASG (Ambiental, Social e Governança) do País. O [...]

Os degraus da Hitachi ABB

A multinacional Hitachi ABB Power Grids, especializada em redes elétricas e criada a partir da união da japonesa Hitachi com a suíça [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.