Agronegócio

Trigo recua em Chicago com perspectiva de exportações da Rússia e conversas da ONU

Trigo recua em Chicago com perspectiva de exportações da Rússia e conversas da ONU

Lavoura de trigo



Por P.J. Huffstutter

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de trigo dos Estados Unidos caíram acentuadamente nesta quarta-feira seguindo um relatório sobre os esforços da Organização das Nações Unidas para restaurar os embarques de grãos da Ucrânia, além disso, as previsões de ampla oferta russa somaram-se para o sentimento de que os preços elevados irão conter a demanda.

Os futuros de milho e soja também caíram, com o recuo dos preços do trigo levando à realização de lucros, disseram traders.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, deve divulgar publicamente nesta quarta-feira que está em negociações com a União Europeia, Rússia, Turquia, Ucrânia e Estados Unidos para tentar restaurar os embarques de grãos da Ucrânia e trazer de volta as exportações de fertilizantes da Belarus e da Rússia, disseram autoridades da ONU.



Na bolsa de Chicago, o contrato mais ativo do trigo fechou em queda de 46,75 centavos de dólar para 12,3075 dólares o bushel.

O contrato estendeu perdas durante o overnight depois que o head da consultoria agrícola russa Ikar disse em uma conferência em Genebra que a safra de trigo 2022/23 da Rússia pode chegar a 85 milhões de toneladas e seu potencial de exportação seria de 39 milhões de toneladas.

O milho recuou 19,25 centavos de dólar para 7,8150 dólares o bushel, enquanto a soja fechou em queda de 15,25 centavos de dólar a 16,6275 dólares o bushel.


tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4H12C-BASEIMAGE