Política

TRF-4 ordena que Petrobras renomeie o ‘campo de Lula’

Crédito: Divulgação/Petrobrás

Vista aérea da plataforma P-67, no campo de Lula (Crédito: Divulgação/Petrobrás)

O Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), onde se decidem os processos da Lava Jato, determinou que a Petrobras terá de trocar o nome do campo de Lula para o nome original, campo de Tupi.

O campo é uma das maiores reservas petrolíferas do pré-sal e teve o nome alterado em 30 de dezembro, já no final da gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

+ Petrobras confirma emissão de títulos no exterior no valor total de US$ 3,25 bi
+ Capacidade das refinarias Petrobras sobe a 73,6%, diz MME
+ Por unanimidade, TRF-3 rejeita denúncia da Lava Jato contra Lula e Frei Chico

Segundo a coluna do jornalista Lauro Jardim, no O Globo, a decisão é resultado de uma ação popular impetrada pela advogada Karina Palma, em 2015.

A ação indicava que a Petrobras e o então presidente da estatal, José Sergio Gabrielli, violaram o princípio da impessoalidade, usando o campo como forma de homenagear Lula.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?